Voto de Damous resumiu tudo: 'Palácio do planalto é sede do crime organizado'

Voto do deputado federal Whadi Damous (PT-RJ) pela admissibilidade da denúncia de corrupção contra Michel temer resumiu a indignação da maioria dos brasileiros; ele justificou o voto afirmando que "o Palácio do Planalto é sede do crime organizado. Michel Temer é chefe do crime organizado e traidor da classe trabalhadora brasileira"; declaração foi referência ao fato de Temer ter sido gravado pelo empresário Joesley Batista avalizando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), além de propor as reformas trabalhista e previdenciária

Voto do deputado federal Whadi Damous (PT-RJ) pela admissibilidade da denúncia de corrupção contra Michel temer resumiu a indignação da maioria dos brasileiros; ele justificou o voto afirmando que "o Palácio do Planalto é sede do crime organizado. Michel Temer é chefe do crime organizado e traidor da classe trabalhadora brasileira"; declaração foi referência ao fato de Temer ter sido gravado pelo empresário Joesley Batista avalizando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), além de propor as reformas trabalhista e previdenciária
Voto do deputado federal Whadi Damous (PT-RJ) pela admissibilidade da denúncia de corrupção contra Michel temer resumiu a indignação da maioria dos brasileiros; ele justificou o voto afirmando que "o Palácio do Planalto é sede do crime organizado. Michel Temer é chefe do crime organizado e traidor da classe trabalhadora brasileira"; declaração foi referência ao fato de Temer ter sido gravado pelo empresário Joesley Batista avalizando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), além de propor as reformas trabalhista e previdenciária (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio 247 - O voto do deputado federal Whadi Damous (PT-RJ) pela admissibilidade da denúncia de corrupção passiva contra Michel temer resumiu a indignação da maioria dos brasileiros. Whadi justificou o seu voto afirmando que "o Palácio do Planalto é sede do crime organizado. Michel Temer é chefe do crime organizado e traidor da classe trabalhadora brasileira".

A declaração do parlamentar foi uma referência ao fato de Temer ter sido gravado pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS, avalizando a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no âmbito da Lava Jato, além de propor as reformas trabalhista e previdenciária, que suprimem direitos históricos da população.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247