Wadih Damous: publicidade do governo por reforma é criminosa

O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirmou  que a "publicidade do governo golpista de Temer, PSDB e DEM sobre a reforma da previdência não é apenas mentirosa. É criminosa"; "Nunca antes na história da humanidade se gastou tanto dinheiro público para vender uma mentira à população em nome de enriquecer um punhado de acionistas de fundos de pensão privados!", acrescentou

O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirmou  que a "publicidade do governo golpista de Temer, PSDB e DEM sobre a reforma da previdência não é apenas mentirosa. É criminosa"; "Nunca antes na história da humanidade se gastou tanto dinheiro público para vender uma mentira à população em nome de enriquecer um punhado de acionistas de fundos de pensão privados!", acrescentou
O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirmou  que a "publicidade do governo golpista de Temer, PSDB e DEM sobre a reforma da previdência não é apenas mentirosa. É criminosa"; "Nunca antes na história da humanidade se gastou tanto dinheiro público para vender uma mentira à população em nome de enriquecer um punhado de acionistas de fundos de pensão privados!", acrescentou (Foto: Leonardo Lucena)

Rio 247 - O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) alfinetou duramente o governo de Michel Temer, que tenta emplacar a Reforma da Previdência. "Se a reforma da previdência é tão boa, porque o governo está gastando centenas de milhões de reais em publicidade para mentir à população?", questionou o parlamentar no Twitter.

"A publicidade do governo golpista de Temer, PSDB e DEM sobre a reforma da previdência não é apenas mentirosa. É criminosa", escreveu. "Nunca antes na história da humanidade se gastou tanto dinheiro público para vender uma mentira à população em nome de enriquecer um punhado de acionistas de fundos de pensão privados!", acrescentou.

De acordo com o parlamentar, a "reforma da previdência não será aprovada porque os parlamentares já sabem que se votarem a favor não receberão os votos para sua reeleição em outubro. Os golpistas têm pressa para entregar ao mercado a reforma da previdência, mas a cada dia a população se informa melhor e rejeita mais essa privatização chamada de reforma!". "Dizer que a previdência tem déficit é como considerar apenas a renda de uma pessoa da família para o sustento de uma casa para o qual contribuem quatro pessoas", afirmou.

"O principal argumento em defesa da reforma da previdência é uma mentira sórdida! NÃO existe déficit na previdência e não faz sentido isolar a previdência do sistema de seguridade social! É explícito o objetivo de acabar com a previdência pública na reforma que defendem Temer, PSDB, DEM e toda a camarilha golpista!", continuou.

O petista avalia que, "no campo a reforma da previdência de Temer, PSDB e DEM será uma tragédia!". "A sazonalidade, a informalidade e as duras condições de trabalho são ignoradas pelos golpistas, que querem igualar à força a população da zona rural à da cidade!".

Segundo o congressista, "as mulheres professoras são um dos grupos mais penalizados com a reforma da previdência de Temer, PSDB e DEM. Terão que contribuir 40 anos em vez dos 25 atuais. Isso também é um crime contra a educação!". "Não há regra de transição para as professoras na reforma da previdência de Temer, PSDB e DEM. Se falta um mês para uma professora se aposentar quando a reforma for aprovada, ela terá que trabalhar mais 15 anos!", complementou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247