Wassef: advogada de Flávio Bolsonaro é sócia de jurista que orientou delação de ex-presidente da Fecomércio-RJ

O advogado Frederick Wassef, que defendia Flávio Bolsonaro, culpou a advogada do senador, Luciana Pires, pela inclusão de seu nome na investigação, desencadeada a partir de delação do ex-presidente da Fecomércio-RJ Orlando Diniz

Frederick Wassef
Frederick Wassef (Foto: Globo News/Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O advogado Frederick Wassef, que defendia o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), culpou a advogada do parlamentar, Luciana Pires, pela inclusão de seu nome na investigação, desencadeada a partir de delação premiada do ex-presidente da Fecomércio, Orlando Diniz. Wassef disse que Luciana é sócia de Juliana Bierrenbach, que conduziu as negociações do acordo de Diniz com o Ministério Público Federal do Rio. A advogada de Flávio negou ter atuado no caso. A informação foi publicada pela coluna de Bela Megale, nesta quinta-feira (10).

Wassef foi citado na delação do ex-presidente da Fecomércio Orlando Diniz. De acordo com um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), de julho deste ano, o escritório de Wassef teria recebido R$ 2, 6 milhões da Nagib Eluf Sociedade de Advogados. O escritório teria contratado por Diniz que em seguida teria subcontratado Wassef para supostamente atender casos de falsificação de documentos.

Em nota à imprensa nesta quarta, Wassef afirma que Diniz "mente" a seu respeito a mando de advogados que visam atender o interesse de outro cliente em comum, em referência à jurista que atua na defesa de Flávio.

"O delator Orlando Diniz está deliberadamente mentindo a meu respeito a mando de advogados inescrupulosos que estão usando-o como míssil teleguiado para me atingir visando atender o interesse de um outro cliente em comum", escreveu Wassef.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247