Witzel culpa "pseudodefensores de direitos humanos" por mortes de inocentes em comunidades

O governador do Rio de Janeiro disse durante inauguração da operação Segurança Presente da Baixada Fluminense que os "pseudodefensores de direitos humanos" são os "coveiros desses jovens e dessas famílias que hoje estão chorando"

247 - Em inauguração da operação Segurança Presente da Baixada Fluminense, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, culpou os que chamou de "pseudodefensores de direitos humanos" pela morte de inocentes em comunidades cariocas. Ele ainda disse que os ativistas dos direitos humanos são os "coveiros desses jovens e dessas famílias que hoje estão chorando".

Witzel ainda disse que quanto com mais atuação em favor dos direitos humanos, mais inocentes irão morrer. "Quando eu digo que quem está de fuzil na mão deve ser abatido, levantam-se vários defensores dos direitos humanos. Quando eles matam inocentes, dizem que foi a polícia que matou. Mas quando digo que tem que abater quem tá de fuzil, eles são contra. Mas são esses que estão de fuzil a tiracolo nas comunidades que atiram nas pessoas inocentes. Pessoas que se dizem defensoras dos direitos humanos, pseudodefensores dos direitos humanos não querem que a polícia mate quem está de fuzil, mas aí quem morre são os inocentes. Esses cadáveres não estão no meu colo, estão no colo de vocês, que não deixam que as polícias façam o trabalho que tem que ser feito. Quanto mais vocês defenderem esses narcoterroristas, outros cadávares serão colocados no colo de vocês, pseudodefensores dos direitos humanos".

O governador tambpem voltou a defender operações policiais com uso de helicópteros em favelas do Rio de Janeiro. "Existem fuzis em mãos de terroristas, atirando contra inocentes".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247