Advogada bolsonarista publica nas redes: “Que estuprem e matem as filhas dos ordinários ministros do STF”

A advogada gaúcha Cláudia Teixeira Gomes, é um exemplo do extremismo bolsonarista. Logo depois da decisão do STF de restabelecer o princípio constitucional da presunção de inpcência ela postou no Facebook: “Que estuprem e matem as filhas dos ordinários ministros do STF”. Apagou o post pouco tempo depois. Veja a seguir

Fórum - A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de cumprir a Constituição e reverter entendimento anterior, que permitia a prisão de pessoas sem o trânsito julgado da sentença, causou revolta entre aliados da Lava Jato e de Jair Bolsonaro. Até mesmo advogados e juristas ficaram indignados com a decisão, que permitiu que Lula retomasse a sua liberdade.

Pelas redes sociais, a advogada gaúcha Cláudia Teixeira Gomes, expôs toda sua ira em uma publicação. “Que estuprem e matem as filhas dos ordinários ministros do STF”, escreveu na sua página no Facebook, apagando o post pouco tempo depois. A Fórum, no entanto, teve acesso a um print screen da mensagem divulgada por Cláudia.

Advogada em Osório, no Rio Grande do Sul, segundo informações de seu perfil, a advogada não esconde sua adoração por Jair Bolsonaro e Sergio Moro, com fotos dos dois na rede social.

Por outro lado, Cláudia destila seu ódio contra Lula, Dilma Rousseff e o PT em outras publicações, como a que comemora o golpe parlamentar que derrubou a ex-presidenta.

A Fórum entrou em contato com a advogada pelas redes sociais, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem. O espaço segue aberta para que ela divulgue seu posicionamento sobre a publicação.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247