Advogado amigo de Moro renuncia à defesa de procurador da Lava Jato

O advogado Carlos Zucolotto Junior, amigo do juiz Sergio Moro, deixou a defesa do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, da Operação Lava Jato, quem representava em uma ação trabalhista que corre no STJ, informa a jornalista Mônica Bergamo; Zucolotto renunciou à defesa nesta segunda-feira 28, um dia após a acusação do ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran, de que ele teria tentado intermediar um acordo favorável a ele na Lava Jato, onde teria bons contatos

O advogado Carlos Zucolotto Junior, amigo do juiz Sergio Moro, deixou a defesa do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, da Operação Lava Jato, quem representava em uma ação trabalhista que corre no STJ, informa a jornalista Mônica Bergamo; Zucolotto renunciou à defesa nesta segunda-feira 28, um dia após a acusação do ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran, de que ele teria tentado intermediar um acordo favorável a ele na Lava Jato, onde teria bons contatos
O advogado Carlos Zucolotto Junior, amigo do juiz Sergio Moro, deixou a defesa do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, da Operação Lava Jato, quem representava em uma ação trabalhista que corre no STJ, informa a jornalista Mônica Bergamo; Zucolotto renunciou à defesa nesta segunda-feira 28, um dia após a acusação do ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran, de que ele teria tentado intermediar um acordo favorável a ele na Lava Jato, onde teria bons contatos (Foto: Gisele Federicce)

247 - O advogado Carlos Zucolotto Junior, amigo do juiz Sergio Moro, deixou a defesa do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, da Operação Lava Jato, quem representava em uma ação trabalhista que corre no STJ (Superior Tribunal de Justiça). 

A informação é da jornalista Mônica Bergamo, da Folha. Segundo ela, Zucolotto renunciou à defesa nesta segunda-feira 28, um dia após a divulgação da acusação, pela mesma colunista, feita pelo ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran, de que Zucolotto teria tentado intermediar um acordo favorável a Tacla Duran na Lava Jato, onde teria bons contatos.

Carlos Fernando alega não ter relação com Zucolotto e diz que seu defensor é Vicente Paula Santos, de quem o amigo de Moro já foi sócio. A acusação contra Zucolotto foi rebatida em nota por Sergio Moro. Para ele, Duran é foragido e não merece crédito.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247