Aliados de Temer tentam brecha para emplacar político em Itaipu

Indicado também pelo PSDB, o ex-deputado Abelardo Lupion, membro da Executiva Nacional do DEM, ficou impedido de assumir o posto com a sanção de proposta que proíbe a indicação de dirigentes partidários para diretorias de companhias públicas; com uma ofensiva junto a juristas, senadores aliados de Temer buscam emplacar a tese de que, por ser uma empresa binacional, a empresa não pode ficar sujeita a uma proposta aprovada em apenas um país

Indicado também pelo PSDB, o ex-deputado Abelardo Lupion, membro da Executiva Nacional do DEM, ficou impedido de assumir o posto com a sanção de proposta que proíbe a indicação de dirigentes partidários para diretorias de companhias públicas; com uma ofensiva junto a juristas, senadores aliados de Temer buscam emplacar a tese de que, por ser uma empresa binacional, a empresa não pode ficar sujeita a uma proposta aprovada em apenas um país
Indicado também pelo PSDB, o ex-deputado Abelardo Lupion, membro da Executiva Nacional do DEM, ficou impedido de assumir o posto com a sanção de proposta que proíbe a indicação de dirigentes partidários para diretorias de companhias públicas; com uma ofensiva junto a juristas, senadores aliados de Temer buscam emplacar a tese de que, por ser uma empresa binacional, a empresa não pode ficar sujeita a uma proposta aprovada em apenas um país (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Aliados do governo no Senado manobram para criar uma brecha jurídica que permita a nomeação de um dirigente do DEM para o cargo de diretor-geral da hidrelétrica Itaipu Binacional.

Indicado também pelo PSDB, o ex-deputado Abelardo Lupion, membro da Executiva Nacional do DEM, ficou impedido de assumir o posto com a sanção de proposta que proíbe a indicação de dirigentes partidários para diretorias de companhias públicas.

Com uma ofensiva junto a juristas, eles buscam emplacar a tese de que, por ser uma empresa binacional, a empresa não pode ficar sujeita a uma proposta aprovada em apenas um país.

Leia aqui reportagem de Gustavo Uribe sobre o assunto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email