Álvaro Dias é chamado de “Sarney do Paraná”

Candidato ao Senado, Ricardo Gomyde (PCdoB/PR) afirmou no Twitter que o tucano Álvaro Dias é o “Sarney do Paraná, um autêntico coronel em atividade”; ele também questionou seus bens: “Álvaro Dias nunca teve emprego que não fosse a política. Riquíssimo, como explicar a origem de seu patrimônio?”

www.brasil247.com - Candidato ao Senado, Ricardo Gomyde (PCdoB/PR) afirmou no Twitter que o tucano Álvaro Dias é o “Sarney do Paraná, um autêntico coronel em atividade”; ele também questionou seus bens: “Álvaro Dias nunca teve emprego que não fosse a política. Riquíssimo, como explicar a origem de seu patrimônio?”
Candidato ao Senado, Ricardo Gomyde (PCdoB/PR) afirmou no Twitter que o tucano Álvaro Dias é o “Sarney do Paraná, um autêntico coronel em atividade”; ele também questionou seus bens: “Álvaro Dias nunca teve emprego que não fosse a política. Riquíssimo, como explicar a origem de seu patrimônio?” (Foto: Roberta Namour)


247 - Candidato ao Senado, Ricardo Gomyde (PCdoB/PR) afirmou em sua conta no Twitter que Álvaro Dias é o “Sarney do Paraná”. Segundo ele, ao contrário do senador maranhense que se aposentou, Dias, “um autêntico coronel” insiste em permanecer na ativa. 

Gomyde questiona ainda a origem do patrimônio do senador tucano: “Álvaro Dias nunca teve emprego que não fosse a política. Riquíssimo, como explicar a origem de seu patrimônio?”, escreveu.

O senador Gomyde faz parte da Coligação Paraná Olhando pra Frente PT-PDT-PCdoB-PRB-PTN, que apoia Gleisi Hoffmann ao governo do Estado.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email