Álvaro Dias quer disputar Presidência pelo PV em 2018

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) negocia fazer duas alterações no programa do PV para oficializar sua candidatura à Presidência da República pela legenda em 2018; entre as mudanças está a retirada de questões como a descriminalização do aborto e a liberalização do consumo de maconha; segundo Dias, ele buscou o PV por ser um dos poucos partidos sem envolvimento na Lava Jato; "Estava buscando um partido que não estivesse envolvido direta ou indiretamente com a Operação Lava Jato", disse; a pretensão do senador é atrair um grupo de 10 congressistas ao partido

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. Em discurso, senador Alvaro Dias (PSDB-PR). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. Em discurso, senador Alvaro Dias (PSDB-PR). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado (Foto: Valter Lima)

247 - O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) negocia fazer duas alterações no programa do PV para oficializar sua candidatura à Presidência da República pela legenda em 2018. Entre as mudanças está a retirada de questões como a descriminalização (e até a permissão) do aborto e a liberalização do consumo de maconha.

Segundo Dias, ele buscou o PV por ser um dos poucos partidos sem envolvimento na Lava Jato. "Estava buscando um partido que não estivesse envolvido direta ou indiretamente com a Operação Lava Jato", disse.

A pretensão do senador é atrair um grupo de 10 congressistas que, somada à atual bancada de seis deputados, viabilizaria sua participação em debates na TV.

No PV, Alvaro Dias terá a companhia de outros três senadores: Paulo Paim (RS), que deixou o PT, Reguffe (DF), de saída do PDT, e José Medeiros (MT), que abandonará o PPS. Entre os deputados, o tucano ambientalista Mendes Thame (SP) também deve compor a bancada verde. Alvaro Dias e o PV procuram, agora, um candidato a vice de outra região, provavelmente do Nordeste.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247