Após cancelamento de palestra de Mirian Leitão, coordenador de feira diz que não tinha como garantir segurança

"Tenho vergonha. É de uma indelicadeza. Como escritor, tenho vergonha de falar para a Miriam Leitão que não posso trazê-la porque não tenho como garantir sua segurança", disse o coordenador da feira

(Foto: Foto: Divulgação)

247 - Após o cancelamento de uma palestra da jornalista Miriam Leitão e do sociólogo Sérgio Abranches na Feira do Livro de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, os organizadores do evento disseram que sentem "vergonha" em dizer aos convidados que não tinham como garantir sua segurança.

O evento estava recendo uma enxurrada de ameaças nas redes sociais, inclusive através dos celulares dos organizadores da feira.

"Conversei com ele [Abranches], e ela [Leitão] enviou e-mail nesta terça, sentindo muito pelo cancelamento. Mas não falei sobre as ameaças para eles. Tenho vergonha. É de uma indelicadeza. Como escritor, tenho vergonha de falar para a Miriam Leitão que não posso trazê-la porque não tenho como garantir sua segurança", disse o coordenador da feira, Carlos Schroeder, em entrevista a NSC Total.

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247