Ato em Curitiba vai defender Lula e a democracia

Um acampamento permanente já está se formando em Curitiba, na sede da Polícia Federal, como uma forma de protesto contra a prisão do ex-presidente Lula; as mobilizações devem se ampliar, de acordo com o líder do MST João Pedro Stédile; “Temos de nos manter em vigilância militante, se manifestando, continuando nas ruas, enfim, alertando o povo brasileiro de que essa prisão é injusta”, afirmou 

Um acampamento permanente já está se formando em Curitiba, na sede da Polícia Federal, como uma forma de protesto contra a prisão do ex-presidente Lula; as mobilizações devem se ampliar, de acordo com o líder do MST João Pedro Stédile; “Temos de nos manter em vigilância militante, se manifestando, continuando nas ruas, enfim, alertando o povo brasileiro de que essa prisão é injusta”, afirmou 
Um acampamento permanente já está se formando em Curitiba, na sede da Polícia Federal, como uma forma de protesto contra a prisão do ex-presidente Lula; as mobilizações devem se ampliar, de acordo com o líder do MST João Pedro Stédile; “Temos de nos manter em vigilância militante, se manifestando, continuando nas ruas, enfim, alertando o povo brasileiro de que essa prisão é injusta”, afirmou  (Foto: Leonardo Lucena)

247 - Um acampamento permanente já está se formando em Curitiba, na sede da Polícia Federal, como uma forma de protesto contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, conforme relato publicada na Rede Brasil Atual. As mobilizações devem se ampliar, de acordo com o líder do MST João Pedro Stédile. Segundo ele, a próxima semana será decisiva, com o julgamento dos próximos pedidos de habeas corpus.

“Devemos manter esse espírito de resistência popular, ampliando cada vez mais os atos e as mil e uma formas de manifestações, em todos os estados do Brasil. Temos de nos manter em vigilância militante, se manifestando, continuando nas ruas, enfim, alertando o povo brasileiro de que essa prisão é injusta porque o Lula é inocente e porque o poder judiciário rasgou a Constituição, ao não garantir o direito de o presidente Lula se defender até a última instância”, afirmou Stédile em vídeo divulgado no Facebook.

Leia a íntegra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247