Bendine apresenta extrato do cartão que mostra parcelas da passagem para o Brasil

A defesa do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine apresentou à Justiça Federal o extrato do cartão de crédito com as dez parcelas de uma passagem aérea;  Bendine foi preso, na quinta (27), na deflagração da 42ª fase da Operação Lava Jato por suspeita de receber R$ 3 milhões em propina da Odebrecht; MPF do Paraná disse que havia localizado somente a passagem de ida de Bendine para Portugal e, como consequência, o juiz federal Sérgio Moro ressaltou que haveria o risco de fuga

A defesa do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine apresentou à Justiça Federal o extrato do cartão de crédito com as dez parcelas de uma passagem aérea;  Bendine foi preso, na quinta (27), na deflagração da 42ª fase da Operação Lava Jato por suspeita de receber R$ 3 milhões em propina da Odebrecht; MPF do Paraná disse que havia localizado somente a passagem de ida de Bendine para Portugal e, como consequência, o juiz federal Sérgio Moro ressaltou que haveria o risco de fuga
A defesa do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine apresentou à Justiça Federal o extrato do cartão de crédito com as dez parcelas de uma passagem aérea;  Bendine foi preso, na quinta (27), na deflagração da 42ª fase da Operação Lava Jato por suspeita de receber R$ 3 milhões em propina da Odebrecht; MPF do Paraná disse que havia localizado somente a passagem de ida de Bendine para Portugal e, como consequência, o juiz federal Sérgio Moro ressaltou que haveria o risco de fuga (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - A defesa do ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine apresentou, nesta sexta-feira (28), à Justiça Federal o extrato do cartão de crédito com as dez parcelas de uma passagem aérea. Bendine foi preso, na quinta (27), na deflagração da 42ª fase da Operação Lava Jato por suspeita de receber R$ 3 milhões em propina da Odebrecht.

O Ministério Público Federal (MPF) do Paraná disse que havia localizado somente a passagem de ida de Bendine para Portugal. No despacho que autorizou a prisão de Aldemir Bendine, o juiz federal Sérgio Moro ressaltou que haveria o risco de fuga.

Mensagens de texto enviadas por Bendine e pelo publicitário André Gustavo Vieira da Silva o local onde teria ocorrido uma suposta reunião para tratar de pagamento de propina. Em delação, o ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht, e o ex-executivo da empreiteira Fernando Reis citaram o endereço do encontro, que aconteceu em Brasília.

Ambos disseram que Bendine pediu R$ 3 milhões em propina ao assumir a presidência da Petrobras. Os pagamentos seriam intermediados entre Reis e André Gustavo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247