Copel aplica R$ 300 milhões no sistema elétrico

A Copel organizou um plano de ação especial para a operação do sistema elétrico e atendimento a emergências em todo o Paraná durante a Copa do Mundo; o plano inclui ações de reforço no sistema elétrico, aumento no quadro de eletricistas e técnicos em todo o Estado, além de ações específicas para a segurança das instalações da empresa, como centros de operação, usinas e subestações transformadoras de energia; cerca de R$ 300 milhões foram investidos em obras para melhorar o sistema elétrico de Curitiba, Litoral e Foz do Iguaçu

A Copel organizou um plano de ação especial para a operação do sistema elétrico e atendimento a emergências em todo o Paraná durante a Copa do Mundo; o plano inclui ações de reforço no sistema elétrico, aumento no quadro de eletricistas e técnicos em todo o Estado, além de ações específicas para a segurança das instalações da empresa, como centros de operação, usinas e subestações transformadoras de energia; cerca de R$ 300 milhões foram investidos em obras para melhorar o sistema elétrico de Curitiba, Litoral e Foz do Iguaçu
A Copel organizou um plano de ação especial para a operação do sistema elétrico e atendimento a emergências em todo o Paraná durante a Copa do Mundo; o plano inclui ações de reforço no sistema elétrico, aumento no quadro de eletricistas e técnicos em todo o Estado, além de ações específicas para a segurança das instalações da empresa, como centros de operação, usinas e subestações transformadoras de energia; cerca de R$ 300 milhões foram investidos em obras para melhorar o sistema elétrico de Curitiba, Litoral e Foz do Iguaçu (Foto: Leonardo Lucena)

Agência de Notícias do Paraná - A Copel organizou um plano de ação especial para a operação do sistema elétrico e atendimento a emergências em todo o Paraná durante a Copa do Mundo. O plano inclui ações de reforço no sistema elétrico, aumento no quadro de eletricistas e técnicos em todo o Estado, além de ações específicas para a segurança das instalações da empresa, como centros de operação, usinas e subestações transformadoras de energia.

A preparação para o evento envolve todas as áreas da empresa. "Nossas equipes estão mobilizadas para garantir o fornecimento de energia com a máxima segurança e eficiência antes, durante e depois dos jogos, em Curitiba ou no interior do Estado", afirmou o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer.

Cerca de R$ 300 milhões foram investidos em obras para melhorar o sistema elétrico de Curitiba, Litoral e Foz do Iguaçu, o que permanecerá como benefício à população após o evento. São novas linhas de distribuição, construção e reforma de subestações, aquisição de geradores e subestações móveis, automatização da rede elétrica e substituição de cabos nus por redes compactas, mais resistentes ao contato de galhos.

ARENA – Desde janeiro de 2014, a Arena da Baixada já conta com duas linhas de média tensão que servirão para atendimento exclusivo durante a Copa. A dupla alimentação independente atende a uma exigência da Fifa e praticamente elimina o risco de falta de energia durante as partidas. A obra incluiu a construção de uma linha de 13,8 mil volts proveniente da Subestação Parolin, a três quilômetros do estádio, e o enterramento de 200 metros da linha existente entre a Subestação Batel e o estádio, no mesmo nível de tensão.

Também foram feitos testes nos principais equipamentos eletroeletrônicos do estádio, como telões, iluminação do campo, sistemas de som, autofalantes e ar condicionado, além dos setores de imprensa e salas técnicas da Fifa. O ambiente está equipado com no-breaks e dez geradores.

Além dos testes na Arena, em abril a Copel realizou simulações de operação em emergências, como no caso do desligamento de todas as instalações do sistema elétrico entre a Usina Hidrelétrica Governador Ney Braga, no Rio Iguaçu – 285 quilômetros distante da Capital – e a Arena da Baixada. A operação foi feita em parceria com a Eletrosul e o Operador Nacional do Sistema (ONS).

EQUIPES DE PLANTÃO – Um técnico da Copel permanecerá na Arena da Baixada para atender emergências durante os jogos em Curitiba. Na Subestação Batel e na Parolin, normalmente operadas por sistema remoto, haverá equipes de plantão para atender qualquer eventualidade.

Os demais profissionais ligados à operação de subestações e redes – tanto de distribuição como de transmissão – também trabalharão em regime de plantão e sobreaviso em todo o Paraná durante a Copa. "Estaremos de prontidão para que os torcedores aproveitem a Copa sem sobressaltos e para que haja normalidade no fornecimento de energia a todas as cidades", detalha Zimmer.

Todos os centros de operação da Copel, que já funcionam 24 horas por dia, terão o quadro de funcionários ampliado durante a Copa. A Companhia também disponibilizou profissionais para atuarem no Centro Integrado de Comando e Controle Regional do Paraná.

INSTALAÇÕES PRIORITÁRIAS – Para garantir energia a instalações essenciais de infraestrutura, a Copel classificou como prioritárias 17 das 34 subestações que atendem Curitiba e Região Metropolitana. Elas receberam inspeções e manutenções adicionais e serão monitoradas de forma especial durante o evento.

As unidades atendem lugares como hospitais, aeroportos (Afonso Pena e Bacacheri), a região central da cidade, hotéis, emissoras de televisão e rádio, além do CT do Caju, Arena da Baixada e Pedreira Paulo Leminski, onde acontecerão as Fan Fest.

FOZ DO IGUAÇU – O mesmo foi feito em Foz do Iguaçu, destino turístico importante no Estado e local de concentração da seleção da Coreia do Sul. Todas as instalações da rede elétrica foram inspecionadas e receberão acompanhamento específico no período.

Em 2013, foi concluída obra de modernização da Subestação Aeroporto, que ganhou uma nova linha de alimentação em 34,5 mil volts conectada com a Subestação Portal, no Leste da cidade. São 14 quilômetros de redes compactas semi-protegidas, uma tecnologia muito menos suscetível às interferências do contato de árvores, galhos e outros objetos com os cabos de alta tensão.

ATENDIMENTO – A central de teleatendimento da Copel funcionará com capacidade máxima durante a Copa, 24 horas por dia, integrada aos centros de operação, principalmente em situações de emergência.

As agências da Copel abrirão até as 14 horas em dias de jogos do Brasil. Os principais serviços prestados nas unidades físicas podem ser solicitados via Agência Virtual ou aplicativo Copel Mobile. E, em caso de emergência, deve-se ligar para 0800 51 00 116. Mais informações: www.copel.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247