Dallagnol admite que poderia ter 'evitado críticas' sobre PowerPoint contra Lula (vídeo)

Apesar de reconhecer o erro na forma como apresentou o PowerPoint, o procurador Deltan Dallagnol, que trabalhou em parceria com o FBI para perseguir Lula, defendeu o conteúdo da apresentação

Deltan Dallagnol
Deltan Dallagnol (Foto: Divulgação/Youtube)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O procurador Deltan Dallagnol, que atuou na Lava Jato em parceria com o FBI para perseguir o ex-presidente Lula, reconheceu em entrevista ao UOL que o PowerPoint contra Lula poderia ter sido diferente e de forma a "evitar críticas".

"Uma coisa é o conteúdo, se o conteúdo se provou verdadeiro, outra coisa é se a forma de apresentação foi a melhor possível. Olhando com o privilégio de visão retrospectiva, acredito que a gente poderia, sim, ter apresentado esse PowerPoint de modo diferente, poderia ter feito a apresentação dessa denúncia de forma diferente, de modo a evitar críticas", disse.

Apesar de admitir o erro na forma como fez as denúncias, Dallagnol ainda defende o conteúdo da apresentação. "Agora, quando a gente olha o conteúdo, simplesmente reflete o conteúdo da denúncia que foi julgada procedente pelo Judiciário".

O procurador seria julgado nesta terça-feira pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) por abuso de poder no caso relacionado ao PowerPoint, mas o conselheiro Marcelo Weitzel, relator da ação, retirou o tema da pauta do colegiado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email