DCM: pobre da sociedade que trata um juiz como popstar

"No novo normal brasileiro, um juiz que se porta como estrela de cinema na pré-estreia de um filme de propaganda que o endeusa é mais um fato do dia", diz o jornalista Kiko Nogueira, editor do DCM

O juiz federal Sérgio Moro participa de apresentação de um conjunto de medidas contra a impunidade e pela efetividade da Justiça, na sede Associação dos Juízes Federais do Brasil (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O juiz federal Sérgio Moro participa de apresentação de um conjunto de medidas contra a impunidade e pela efetividade da Justiça, na sede Associação dos Juízes Federais do Brasil (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Kiko Nogueira, editor do DCM

Vai das vaidades, tudo é vaidade, diz o Eclesiastes.

No novo normal brasileiro, um juiz que se porta como estrela de cinema na pré-estreia de um filme de propaganda que o endeusa é mais um fato do dia.

As cenas dignas de “Bastardos Inglórios” aconteceram em Curitiba, onde a hagiografia “Polícia Federal — A Lei é Para Todos” foi projetada.

Leia a íntegra no DCM.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247