Depois do Rio, é a vez de Santa Catarina: Assembleia abre processo de impeachment contra governador Carlos Moisés (PSL)

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) entrou nesta quarta-feira, 22, com uma processo de impeachment contra o governador Carlos Moisés (PSL) e a vice Daniela Reinehr (sem partido) por suposta prática de crime de responsabilidade

Carlos Moisés da Silva
Carlos Moisés da Silva (Foto: GOVSC)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois do Rio, é Santa Catarina que pode ter um governador destituído do cargo. Carlos Moisés é alvo de pedido de impeachment. A decisão do presidente da Casa, Julio Garcia (PSD), é o primeiro passo para a discussão de eventual afastamento.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “ainda há debate interno na Assembleia sobre o rito do processo do impeachment. A princípio, pelo regimento interno, está previsto que, após a defesa do governador, será formada uma comissão de nove parlamentares para elaborar um parecer em até três meses.”

A matéria ainda informa que “depois disso, uma eventual saída temporária do cargo dependeria do voto de 2/3 dos 40 deputados, até um julgamento final por uma comissão por parlamentares e desembargadores do tribunal catarinense.”

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247