Deputados são barrados ao tentar visitar Lula

A juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, impediu que uma comissão externa da Câmara dos Deputados formada por Paulo Pimenta, Paulo Teixeira e Wadih Damous realizassem uma visita de inspeção na cela onde está preso o ex-presidente Lula, em Curitiba (PR); "A democracia não comporta uma situação como esta. Uma juíza de primeira instância rasga a Constituição Federal e viola as prerrogativas de um poder", disse Pimenta; parlamentares também pretendem ingressar com uma ação contra a juíza junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

A juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, impediu que uma comissão externa da Câmara dos Deputados formada por Paulo Pimenta, Paulo Teixeira e Wadih Damous realizassem uma visita de inspeção na cela onde está preso o ex-presidente Lula, em Curitiba (PR); "A democracia não comporta uma situação como esta. Uma juíza de primeira instância rasga a Constituição Federal e viola as prerrogativas de um poder", disse Pimenta; parlamentares também pretendem ingressar com uma ação contra a juíza junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
A juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, impediu que uma comissão externa da Câmara dos Deputados formada por Paulo Pimenta, Paulo Teixeira e Wadih Damous realizassem uma visita de inspeção na cela onde está preso o ex-presidente Lula, em Curitiba (PR); "A democracia não comporta uma situação como esta. Uma juíza de primeira instância rasga a Constituição Federal e viola as prerrogativas de um poder", disse Pimenta; parlamentares também pretendem ingressar com uma ação contra a juíza junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) (Foto: Paulo Emílio)

247 - A juíza Carolina Lebbos impediu que uma comissão externa da Câmara dos Deputados formada por Paulo Pimenta, Paulo Teixeira e Wadih Damous, todos do PT, realizassem uma visita de inspeção na cela onde está preso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR). A diligência havia sido autorizada pela Câmara.

"A democracia não comporta uma situação como esta. Uma juíza de primeira instância rasga a Constituição Federal e viola as prerrogativas de um poder", adisse o deputado Paulo Pimenta.

Ainda segundo ele, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) já foi informado do ocorrido para que possa tomar as providências cabíveis. Os parlamentares também afirmaram que irão

O deputado disse que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), já foi informado para que possa tomar medidas cabíveis. Os parlamentares também pretendem ingressar com uma ação contra a juíza junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247