Donos de bares protestam por reabertura em Curitiba em frente a hospital com UTI lotada

Manifestação foi feita pela Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) neste sábado 4 e teve cruzes em frente ao Hospital Evangélico Mackenzie representando a “morte” dos estabelecimentos durante a pandemia do coronavírus

Protesto em frente a hospital em Curitiba pela reabertura do comércio
Protesto em frente a hospital em Curitiba pela reabertura do comércio (Foto: Abrabar)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Manifestantes representando a Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) protestaram neste sábado 4 em defesa da reabertura do comércio durante a pandemia do coronavírus em Curitiba.

Foram colocadas cruzes em frente ao Hospital Evangélico Mackenzie representando a "morte" dos estabelecimentos em meio à crise financeira gerada pela quarentena. Segundo reportagem do site Congresso em Foco, “eles reagem a uma decisão judicial que proibiu manifestações em frente à prefeitura da cidade e pedem a abertura das linhas de crédito e adiamento do 13° salário para 2021”.

“Estamos no pronto socorro dos hospitais, por que nosso setor pede socorro”, disse o presidente da associação, Fábio Aguayo. “Nós respeitamos as vidas, mas nós temos que conciliar a economia com as vidas. Tem gente enlouquecendo, passando fome, com a sanidade em risco. Nós pedimos ao ajuda ao setor público”, completou.

O Congresso em Foco informa ainda que neste sábado, os 23 leitos de UTI adulta dedicados a pacientes com Covid-19 do hospital alvo da manifestação estão ocupados. Até a sexta-feira (3), Curitiba registrou 172 mortes em decorrência do coronavírus.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247