Estudo descarta dengue em praias do Paraná

O mapa da dengue no Estado mostra que os casos estão concentrados nas regiões Oeste, Norte e Noroeste; de agosto/2013 até a última segunda-feira, o Paraná apresentou 315 casos confirmados da doença; Alvorada do Sul, Santo Antônio do Caiuá, Marilena e Nova Londrina apresentaram incidência considerada de médio risco 

O mapa da dengue no Estado mostra que os casos estão concentrados nas regiões Oeste, Norte e Noroeste; de agosto/2013 até a última segunda-feira, o Paraná apresentou 315 casos confirmados da doença; Alvorada do Sul, Santo Antônio do Caiuá, Marilena e Nova Londrina apresentaram incidência considerada de médio risco 
O mapa da dengue no Estado mostra que os casos estão concentrados nas regiões Oeste, Norte e Noroeste; de agosto/2013 até a última segunda-feira, o Paraná apresentou 315 casos confirmados da doença; Alvorada do Sul, Santo Antônio do Caiuá, Marilena e Nova Londrina apresentaram incidência considerada de médio risco  (Foto: Roberta Namour)

Governo do Estado - A Secretaria Estadual da Saúde realizou em dezembro de 2013 um amplo estudo para avaliar a circulação de mosquitos em Pontal do Paraná, Matinhos e Guaratuba. O levantamento confirmou que, apesar de apresentarem condições climáticas favoráveis, as praias paranaenses estão livres do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.

A equipe de entomologia da secretaria instalou 82 armadilhas para monitorar quais espécies estão presentes nas três cidades. Três dias após a instalação dos equipamentos, 29 armadilhas continham ovos de mosquitos da espécie Aedes albopictus.

Apesar desta espécie também ser potencial transmissora da dengue em outros países, ainda não há registros de que o inseto transmita a doença no Brasil. Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, este monitoramento é essencial para avaliar a situação da dengue no litoral, já que a região recebe um grande número de turistas vindos de regiões endêmicas.

“Atualmente, o mapa da dengue no Estado mostra que os casos estão concentrados nas regiões Oeste, Norte e Noroeste. Contudo, realizamos este tipo de monitoramento em todo o Paraná”, explicou o superintendente.

NÚMEROS – De agosto/2013 até esta segunda-feira (6), o Paraná apresentou 315 casos confirmados de dengue. Neste período, 61 municípios já registraram casos da doença, sendo que quatro estão em situação mais crítica. Alvorada do Sul, Santo Antônio do Caiuá, Marilena e Nova Londrina apresentaram incidência de casos considerada de médio risco.

O boletim da dengue também aponta que, nos últimos cinco meses, apenas um caso grave de dengue foi notificado no Paraná. O paciente é morador de Foz do Iguaçu e já está curado. Com isso, o Estado ainda não registra nenhuma morte por dengue desde agosto/2013.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247