Ex-aliado de Bolsonaro, Moro agora prega o fim do discurso de ódio

Em vídeo, o ex-ministro Sergio Moro agradece por um encontro com apoiadores e fala pelo fim do discurso de ódio: "discurso de ódio não é algo que eu apoio, não é algo que ninguém deve apoiar". Nesta semana o Facebook agiu contra contas ligadas ao gabinete do ódio

Sergio Moro
Sergio Moro (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro de Jair Bolsonaro Sergio Moro divulgou neste sábado (11) um vídeo no qual agradece por um encontro com apoiadores e pede o fim do discurso de ódio, mesmo tendo se aliado a um governo que propaga admiração a tortura, por exemplo.

"Só uma coisa que quero pedir àqueles que me apoiam: não cometer os mesmos erros que algumas pessoas fazem que é ingressar em discurso de ódio. Discurso de ódio não é algo que eu apoio, não é algo que ninguém deve apoiar. É algo que apenas nos divide, e temos que nos unir. Não devemos destruir, e sim construir", falou Moro.

Nesta semana, o Facebook excluiu diversas contas ligadas ao clã-Bolsonaro e ao chamado gabinete do ódio.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email