Família abre caixão e encontra serragem no lugar do corpo de bebê (vídeo)

Ao abrir o caixão, a família não viu os restos mortais do bebê e se deparou com a serragem

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/Twitter)


247 - Uma família de Imbaú, no Paraná, foi surpreendida neste sábado ao abrir um caixão durante o velório de um bebê. Havia serragem no lugar do corpo da criança. As informações são do portal Extra.

O pai da criança, Eduardo Jangada, de 18 anos, disse que queria manter o caixão fechado durante o sepultamento. Mas seu pai insistiu para colocar uma roupinha no bebê, que seria chamada de Helena. A criança morreu por uma complicação durante a gestação, que estava na 24º semana.

Ao abrir o caixão, a família não viu os restos mortais do bebê e se deparou com a serragem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Eu não queria abrir o caixão, para sofrer menos. É o segundo bebê que a gente perde. Na hora que abriu eu entrei em desespero, minha filha não estava no caixão”, disse o pai de Helena, ao Extra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Jangada responsabilizou o hospital pelo sumiço do corpo de sua filha. De acordo com ele, o funcionário da funerária ainda perguntou se sua mãe e cunhada queriam abrir o "pacote" para reconhecer o corpo, mas elas disseram que não.

De acordo com Jangada, a advogada da família, Débora Santos, fez boletim de ocorrência sobre o caso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email