Gleisi: ‘Eles comem brioches enquanto o povo passa fome’

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) comparou o presidente do Banco Central, Ilan Golgfajn, a Maria Antonieta ao sugerir que ‘os tubarões do sistema financeiro comem brioches enquanto o povo brasileiro passa fome’; Golgfajn ficou numa saia justa ao ser questionado pela parlamentar se havia tomado café da manhã; “Sabe por que eu estou lhe perguntando? Porque eu atendi hoje duas pessoas no meu gabinete e percebi que elas não tinham tomado café. A gente sabe quando a pessoa está com fome. Infelizmente, este País voltou a ter fome e miséria”

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) comparou o presidente do Banco Central, Ilan Golgfajn, a Maria Antonieta ao sugerir que ‘os tubarões do sistema financeiro comem brioches enquanto o povo brasileiro passa fome’; Golgfajn ficou numa saia justa ao ser questionado pela parlamentar se havia tomado café da manhã; “Sabe por que eu estou lhe perguntando? Porque eu atendi hoje duas pessoas no meu gabinete e percebi que elas não tinham tomado café. A gente sabe quando a pessoa está com fome. Infelizmente, este País voltou a ter fome e miséria”
Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) comparou o presidente do Banco Central, Ilan Golgfajn, a Maria Antonieta ao sugerir que ‘os tubarões do sistema financeiro comem brioches enquanto o povo brasileiro passa fome’; Golgfajn ficou numa saia justa ao ser questionado pela parlamentar se havia tomado café da manhã; “Sabe por que eu estou lhe perguntando? Porque eu atendi hoje duas pessoas no meu gabinete e percebi que elas não tinham tomado café. A gente sabe quando a pessoa está com fome. Infelizmente, este País voltou a ter fome e miséria” (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Blog do Esmael - A senadora Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT, comparou o presidente do Banco Central, Ilan Golgfajn, a Maria Antonieta ao sugerir que ‘os tubarões do sistema financeiro comem brioches enquanto o povo brasileiro passa fome’.

Gleisi emparedou o representante dos banqueiros — Golgfajn — na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, nesta terça-feira (10), durante debate sobre a política monetária no país.

O presidente do BC e representante dos bancos, Ilan Golgfajn, ficou numa saia justa ao ser questionado pela parlamentar se havia tomado café da manhã.

“Sabe por que eu estou lhe perguntando? Porque eu atendi hoje duas pessoas no meu gabinete e percebi que elas não tinham tomado café. A gente sabe quando a pessoa está com fome. Infelizmente, este País voltou a ter fome e miséria.” E continuou: “O gás de cozinha, Dr. Ilan, não sei se o senhor sabe quanto está o botijão. Está R$90. Sabe quanto custava no Governo Lula? Era R$17. Essa diferença de R$73 é muito grande para quem ganha salário mínimo.”

Para Gleisi, a volta da fome e o corte de políticas sociais são consequência de um governo que não conhece a realidade do povo. “Eu sei que o senhor não conhece o Brasil do fundão, não anda no interior do Brasil, não conhece a pobreza. O ministro da Fazenda também não faz isso, portanto, estão totalmente dissociados da vida da população. A política econômica que os senhores estão pilotando é para a parcela mais rica da sociedade.”

A política monetária, enfatizou Gleisi, tem que servir a um objetivo maior, que é a sociedade e a vida das pessoas. “Vocês tiraram a Dilma, dizendo que ia melhorar? Melhorar para quem? Para a população que não é. Uma vergonha!”.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247