Gleisi: Governo pode abrir mercado aéreo na Copa

Na véspera do Mundial, ministra-chefe da Casa Civil afirma que governo vai usar o que estiver ao alcance para que os preços não sejam abusivos, inclusive permitir por medida provisória a operação de empresas estrangeiras; “Nenhuma pendência impedirá a realização da Copa do Mundo. Os estádios serão entregues, acredito que o Brasil realizará uma boa Copa”, diz

Na véspera do Mundial, ministra-chefe da Casa Civil afirma que governo vai usar o que estiver ao alcance para que os preços não sejam abusivos, inclusive permitir por medida provisória a operação de empresas estrangeiras; “Nenhuma pendência impedirá a realização da Copa do Mundo. Os estádios serão entregues, acredito que o Brasil realizará uma boa Copa”, diz
Na véspera do Mundial, ministra-chefe da Casa Civil afirma que governo vai usar o que estiver ao alcance para que os preços não sejam abusivos, inclusive permitir por medida provisória a operação de empresas estrangeiras; “Nenhuma pendência impedirá a realização da Copa do Mundo. Os estádios serão entregues, acredito que o Brasil realizará uma boa Copa”, diz (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A poucos meses do mundial, a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, afirma que o governo avalia todas as possibilidades para evitar preços abusivos de passagens na Copa, inclusive abrir o mercado aéreo doméstico para empresas estrangeiras.

Segundo ela, em entrevista à Folha de S. Paulo, o Cade [Conselho Administrativo de Defesa Econômica] vai acompanhar isso de perto, assim como as organizações estaduais de defesa do consumidor. No entanto, se não houver alternativa, os voos domésticos passarão a ser operados também por estrangeiras, por meio de medida provisória.

Quanto às tarifas dos hotéis, Gleisi afirma que o governo "não vai tabelar preços, mas vamos usar o que estiver a nosso alcance para que esses preços não sejam abusivos".

A ministra que está de saída do governo para a disputa no Paraná afirma que nenhuma pendência impedirá a realização da Copa do Mundo. “Os estádios serão entregues, acredito que o Brasil realizará uma boa Copa”, diz.

Ela afirma que a segurança durante o Mundial cabe às polícias militares dos Estados, mas sempre que for necessário, as Forças Armadas e a Polícia Federal vão estar à disposição para fazer a intervenção e colaborar (Leia mais aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247