Gleisi: “Não podia faltar espetáculo e humilhação”

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) comenta a 34ª fase da Operação Lava Jato, em que o ex-ministro Guido Mantega foi preso no hospital, onde acompanhava uma cirurgia da esposa; "Prenderam o Guido pq ele ia fugir via hosp Albert Einstein?", questiona

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) comenta a 34ª fase da Operação Lava Jato, em que o ex-ministro Guido Mantega foi preso no hospital, onde acompanhava uma cirurgia da esposa; "Prenderam o Guido pq ele ia fugir via hosp Albert Einstein?", questiona
Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) comenta a 34ª fase da Operação Lava Jato, em que o ex-ministro Guido Mantega foi preso no hospital, onde acompanhava uma cirurgia da esposa; "Prenderam o Guido pq ele ia fugir via hosp Albert Einstein?", questiona (Foto: Felipe L. Goncalves)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 – A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) classificou como "espetáculo" e "humilhação" a prisão do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira 22.

"Prenderam o Guido pq ele ia fugir via hosp Albert Einstein? Moro e PF iniciam Operação Boca de Urna", publicou a senadora no Twitter. Mantega estava no hospital da capital paulista, onde acompanha cirurgia da esposa, que fez tratamento contra um câncer.

"E não podia faltar o espetáculo e a humilhação, característicos de Moro e PF: retiram Guido do centro cirúrgico onde a mulher seria operada", acrescentou Gleisi.

O deputado Paulo Pimenta também fez críticas à forma como Mantega foi preso.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email