Gleisi: 'pra prender o Lula vai ter que matar gente'

Presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmaann (PR) disse não acreditar que o TRF-4 decrete a prisão de Lula, no julgamento marcado para o próximo dia 24; "Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar", disse; segundo ela, caso a sentença do juiz federal Sérgio Moro – que condenou Lula a 9,6 anos de prisão no caso do tríplex do Guarujá - seja confirmada, o fato atestará  que "eles [os magistrados] desceram para o 'play'da política (...) No 'play' da política nós vamos jogar (...) E vamos jogar pesado",

Presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmaann (PR) disse não acreditar que o TRF-4 decrete a prisão de Lula, no julgamento marcado para o próximo dia 24; "Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar", disse; segundo ela, caso a sentença do juiz federal Sérgio Moro – que condenou Lula a 9,6 anos de prisão no caso do tríplex do Guarujá - seja confirmada, o fato atestará  que "eles [os magistrados] desceram para o 'play'da política (...) No 'play' da política nós vamos jogar (...) E vamos jogar pesado",
Presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmaann (PR) disse não acreditar que o TRF-4 decrete a prisão de Lula, no julgamento marcado para o próximo dia 24; "Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar", disse; segundo ela, caso a sentença do juiz federal Sérgio Moro – que condenou Lula a 9,6 anos de prisão no caso do tríplex do Guarujá - seja confirmada, o fato atestará  que "eles [os magistrados] desceram para o 'play'da política (...) No 'play' da política nós vamos jogar (...) E vamos jogar pesado", (Foto: Paulo Emílio)

247 - A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmaann (PR) disse não acreditar que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) decrete a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no julgamento marcado para o próximo dia 24, em Porto Alegre (RS). "Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar", disse a parlamentar em entrevista ao Poder360.

Segundo ela, caso a sentença do juiz federal Sérgio Moro – que condenou Lula a 9,6 anos de prisão no caso do tríplex do Guarujá - seja confirmada, o fato confirmará que "eles [os magistrados] desceram para o 'play'da política (...) No 'play' da política nós vamos jogar (...) E vamos jogar pesado", disse Gleisi.

Para ela, uma eventual condenação de Lula não o deixará fora da disputa da eleição presidencial deste ano. "A candidatura vai ser decidida na Justiça Eleitoral", afirmou. Segundo Gleisi, o PT não possui plano alternativo para uma outra candidatura que não seja a de Lula.

"Essa condenação não tem nada a ver com a candidatura. A candidatura do Lula vai ser decidida na Justiça Eleitoral. Porque a candidatura só se resolve na Justiça Eleitoral. É em outra esfera. Não tem nada que nos impeça de registrar Lula como candidato no dia 15 de agosto", disse Gleisi na entrevista.

A senadora disse, ainda, que não pretende disputar a reeleição, mas que deve se lançar candidata à Câmara dos Deputados. Nos planos do partido estão a reeleição dos cinco governadores do Estados já administrados pela legenda. Ela, porém, não confirmou se a ex-presidente Dilma Rousseff irá disputar algum cargo eletivo.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247