Janot pede arquivamento de inquérito contra Zeca Dirceu

Relator do caso no Supremo, ministro Edson Fachin deve tomar a decisão, mas a praxe é que o pedido da PGR seja referendado

Relator do caso no Supremo, ministro Edson Fachin deve tomar a decisão, mas a praxe é que o pedido da PGR seja referendado
Relator do caso no Supremo, ministro Edson Fachin deve tomar a decisão, mas a praxe é que o pedido da PGR seja referendado (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da revista Fórum

Na reta final, antes de se desligar da Procuradoria-Geral da República, Rodrigo Janot pediu o arquivamento de inquérito da Lava-Jato aberto para investigar o deputado Zeca Dirceu (PT-PR), filho do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu. O relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF) é o ministro Edson Fachin, a quem cabe tomar a decisão. A praxe é referendar o arquivamento quando o pedido parte da Procuradoria-Geral da República (PGR). O caso está em segredo de Justiça.

Foi o próprio Janot quem pediu a instauração do inquérito em 30 de setembro do ano passado para apurar a suspeita da prática de lavagem de dinheiro. Em 19 de outubro, o ministro Teori Zavascki autorizou a abertura do inquérito. Teori morreu em janeiro de 2017, sendo substituído por Fachin na relatoria dos processos da Lava-Jato. 

Em 2015, o dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, declarou em delação premiada que fez doação de R$ 100 mil ao deputado nas eleições de 2010, a pedido de José Dirceu. “Não tinha nenhum fundamento esse inquérito”, disse o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, que defende o deputado e diversos outros políticos investigados.

*Com informações de O Globo

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247