José Dirceu é condenado pela segunda vez na Lava Jato

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu foi condenado, nesta quarta-feira, a 11 anos e três meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no esquema da Petrobras; condenação foi feita pelo juiz Sérgio Moro, nas investigações da Operação Lava Jato; é a segunda sentença de Dirceu na Lava Jato, condenado no ano passado a 20 anos e 10 meses de prisão; nesta ação, o ex-ministro foi condenado por ter recebido R$ 2,1 milhão em propinas para favorecer a contratação da empresa Apolo Tubulars pela Petrobras por meio da diretoria de Serviços

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu foi condenado, nesta quarta-feira, a 11 anos e três meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no esquema da Petrobras; condenação foi feita pelo juiz Sérgio Moro, nas investigações da Operação Lava Jato; é a segunda sentença de Dirceu na Lava Jato, condenado no ano passado a 20 anos e 10 meses de prisão; nesta ação, o ex-ministro foi condenado por ter recebido R$ 2,1 milhão em propinas para favorecer a contratação da empresa Apolo Tubulars pela Petrobras por meio da diretoria de Serviços
O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu foi condenado, nesta quarta-feira, a 11 anos e três meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no esquema da Petrobras; condenação foi feita pelo juiz Sérgio Moro, nas investigações da Operação Lava Jato; é a segunda sentença de Dirceu na Lava Jato, condenado no ano passado a 20 anos e 10 meses de prisão; nesta ação, o ex-ministro foi condenado por ter recebido R$ 2,1 milhão em propinas para favorecer a contratação da empresa Apolo Tubulars pela Petrobras por meio da diretoria de Serviços (Foto: José Barbacena)

Paraná 247 - O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu foi condenado, nesta quarta-feira, a 11 anos e três meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no esquema da Petrobras. A condenação foi feita pelo juiz Sérgio Moro, nas investigações da Operação Lava Jato.

Com isso, já é a segunda sentença de Dirceu na Lava Jato, condenado no ano passado a 20 anos e 10 meses de prisão.

Nesta ação, o ex-ministro foi condenado por ter recebido R$ 2,1 milhão em propinas para favorecer a contratação da empresa Apolo Tubulars pela Petrobras por meio da diretoria de Serviços, do PT no esquema de corrupção da estatal, entre 2008 e 2012. Também foram condenados o irmão do ex-ministro, Luiz Eduardo Oliveira e Silva, foi sentenciado a seis anos e oito meses de prisão também por corrupção e lavagem.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247