Juristas questionam quebra de sigilo por Moro

Para o advogado Lenio Streck, membro da Academia Brasileira de Direito Constitucional, "foi o maior equívoco de Moro na Lava Jato. O juiz cometeu um grave erro, uma violação gravíssima, com consequências absolutamente indesejáveis no mundo jurídico e na política. O direito às vezes não alcança a política, e Moro ultrapassou esse limite"; professor de processo penal da USP, Gustavo Henrique Badaró também diz que "não há qualquer exceção ao sigilo, a lei é clara"

Para o advogado Lenio Streck, membro da Academia Brasileira de Direito Constitucional, "foi o maior equívoco de Moro na Lava Jato. O juiz cometeu um grave erro, uma violação gravíssima, com consequências absolutamente indesejáveis no mundo jurídico e na política. O direito às vezes não alcança a política, e Moro ultrapassou esse limite"; professor de processo penal da USP, Gustavo Henrique Badaró também diz que "não há qualquer exceção ao sigilo, a lei é clara"
Para o advogado Lenio Streck, membro da Academia Brasileira de Direito Constitucional, "foi o maior equívoco de Moro na Lava Jato. O juiz cometeu um grave erro, uma violação gravíssima, com consequências absolutamente indesejáveis no mundo jurídico e na política. O direito às vezes não alcança a política, e Moro ultrapassou esse limite"; professor de processo penal da USP, Gustavo Henrique Badaró também diz que "não há qualquer exceção ao sigilo, a lei é clara" (Foto: Roberta Namour)

247 – Um grupo de especialistas e advogados criminalistas apontou que a decisão de suspender o sigilo das interceptações telefônicas foi o maior ou mais grosseiro erro que o juiz Sergio Moro cometeu nos dois anos da Operação Lava Jato, segundo reportagem de Mario Cesar Carvalho e Rodrigo Russo.

"O sigilo não pode ser levantado em caso algum. Não há qualquer exceção ao sigilo, a lei é clara. Moro tem usado uma interpretação diversa, separando conteúdos que interessam ao processo, tornando-os públicos, e conteúdos que não interessam, nos quais mantêm o sigilo ", afirma Gustavo Henrique Badaró, professor de processo penal da USP.

Para Lenio Streck, advogado e membro da Academia Brasileira de Direito Constitucional, "foi o maior equívoco de Moro na Lava Jato. O juiz cometeu um grave erro, uma violação gravíssima, com consequências absolutamente indesejáveis no mundo jurídico e na política. O direito às vezes não alcança a política, e Moro ultrapassou esse limite" (leia mais).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247