Loures contrata advogado que negocia delação de Léo Pinheiro

O deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), homem de confiança de Michel Temer, que foi flagrado em imagens recebendo uma mala de dinheiro que seria usado para comprar o silêncio de Eduardo Cunha, contratou o advogado José Luis Oliveira Lima, conhecido como Juca, e que atua na negociação da delação premiada de Léo Pinheiro, da OAS

O deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), homem de confiança de Michel Temer, que foi flagrado em imagens recebendo uma mala de dinheiro que seria usado para comprar o silêncio de Eduardo Cunha, contratou o advogado José Luis Oliveira Lima, conhecido como Juca, e que atua na negociação da delação premiada de Léo Pinheiro, da OAS
O deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), homem de confiança de Michel Temer, que foi flagrado em imagens recebendo uma mala de dinheiro que seria usado para comprar o silêncio de Eduardo Cunha, contratou o advogado José Luis Oliveira Lima, conhecido como Juca, e que atua na negociação da delação premiada de Léo Pinheiro, da OAS (Foto: Gisele Federicce)

Paraná 247 – O deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), homem de confiança de Michel Temer, contratou o advogado José Luis Oliveira Lima, conhecido como Juca, que atua na negociação da delação premiada de Léo Pinheiro, da OAS.

Loures foi flagrado em imagens recebendo uma mala de dinheiro que seria usado para comprar o silêncio de Eduardo Cunha. As fotos e vídeos fazem parte da delação premiada os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS.

Em nota, o advogado do deputado diz que, "apesar da divulgação parcial de trechos da investigação, ainda não foi disponibilizado para a defesa o acesso aos procedimentos que tramitam no STF".

E que, "tão logo se conheça o teor da investigação, todos os esclarecimentos devidos serão apresentados pelo deputado Rodrigo Rocha Loures". Ele registrou ainda que "o deputado está à disposição das autoridades para prestar todos os esclarecimentos devidos".

Loures foi afastado do cargo por determinação do Supremo Tribunal Federal. Segundo a delação de Joesley, ele foi indicado como alguém de confiança de Temer para intermediar a 'mesada' que serviria para Cunha ficar em silêncio na prisão, algo que foi apoiado pelo presidente.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247