Lula não é alvo da operação Xepa

Agentes da Polícia Federal, que cumprem mandados pela 26ª fase da Lava Jato, deixaram o hotel Golden Tulip, em Brasília, onde está hospedado o ex-presidente Lula; ele não é alvo da Xepa, que investiga “indícios concretos" de que a Odebrecht utilizou operadores financeiros ligados ao mercado paralelo de câmbio para fazer os pagamentos ilegais; o hotel fica próximo ao Palácio da Alvorada; nesta manhã, a presidente Dilma pedalou por duas vezes em frente ao local

Agentes da Polícia Federal, que cumprem mandados pela 26ª fase da Lava Jato, deixaram o hotel Golden Tulip, em Brasília, onde está hospedado o ex-presidente Lula; ele não é alvo da Xepa, que investiga “indícios concretos" de que a Odebrecht utilizou operadores financeiros ligados ao mercado paralelo de câmbio para fazer os pagamentos ilegais; o hotel fica próximo ao Palácio da Alvorada; nesta manhã, a presidente Dilma pedalou por duas vezes em frente ao local
Agentes da Polícia Federal, que cumprem mandados pela 26ª fase da Lava Jato, deixaram o hotel Golden Tulip, em Brasília, onde está hospedado o ex-presidente Lula; ele não é alvo da Xepa, que investiga “indícios concretos" de que a Odebrecht utilizou operadores financeiros ligados ao mercado paralelo de câmbio para fazer os pagamentos ilegais; o hotel fica próximo ao Palácio da Alvorada; nesta manhã, a presidente Dilma pedalou por duas vezes em frente ao local (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Agentes da Polícia Federal, que cumprem mandados pela 26ª fase da Lava Jato, deixaram o hotel Golden Tulip, em Brasília, onde está hospedado o ex-presidente Lula.

Segundo o blog de Fausto Macedo, ele não é alvo da Xepa, que investiga “indícios concretos" de que a Odebrecht utilizou operadores financeiros ligados ao mercado paralelo de câmbio para fazer os pagamentos ilegais.

O hotel fica próximo ao Palácio da Alvorada. Nesta manhã, a presidente Dilma pedalou por duas vezes em frente ao local.

Leia abaixo reportagem da Agência Reuters sobre o assunto: 

(Reuters) - A Polícia Federal realiza nesta terça-feira a 26ª fase da operação Lava Jato para cumprir 15 mandados de prisão, 28 de condução coercitiva e 67 de busca e apreensão tendo como alvo principal a empreiteira Odebrecht, suspeita de realizar pagamento de vantagens indevidas a pessoas com vínculos com o poder público em todas as esferas, informou a PF em nota.

A operação chamada Xepa é um desdobramento da 23ª fase da Lava Jato, chamada Acarajé, que resultou na prisão do marqueteiro do PT João Santana por suspeita de receber pagamentos ilegais da Odebrecht no exterior, segundo a PF.

Os policiais cumprem os mandados judiciais nos Estados São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal.

Segundo a PF, "há indícios concretos" de que a Odebrecht utilizou operadores financeiros ligados ao mercado paralelo de câmbio para fazer os pagamentos ilegais.

(Reportagem de Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247