Manuela critica verba privada em universidade pública: MEC faz balbúrdia

A ex-deputada Manuela D´Ávila (PCdoB-RS) criticou a iniciativa do MEC de querer aumentar a participação de verbas privadas no orçamento universitário; "Para o ministro da Educação, Abraham Weintraub, as universidades federais brasileiras são centros de 'balbúrdia'. Ministro, balbúrdia é cortar verba da educação"

247 - A ex-deputada federal Manuela D´Avila (PCdoB-RS), vice do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) na eleição presidencial de 2018, criticou a iniciativa do Ministério da Educação, Abraham Weintraub, de lançar um programa para aumentar a participação de verbas privadas no orçamento universitário. 

"O investimento na ciência e tecnologia de um país está totalmente ligado ao seu crescimento econômico. O Brasil não pode seguir um caminho contrário!", escreveu a parlamentar no Twitter. "Para o ministro da Educação, Abraham Weintraub, as universidades federais brasileiras são centros de 'balbúrdia'. Ministro, balbúrdia é cortar verba da educação", complementou.

O ministro já havia anunciado bloqueio de verba, o que abre espaço para a ingerência da iniciativa privada, assim como o programa Future-se, lançada nesta quarta-feira (17). Weintraub tem laços com a iniciativa privada. Trabalhou 18 de seus 47 anos no Banco Votorantim, onde foi economista-chefe e diretor. Depois foi demitido e seguiu para a Quest Corretora.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247