Manuela D'Ávila diz que Porto Alegre está abandonada e propõe crédito a empreendedores

A candidata do PCdoB à prefeitura de Porto Alegre, Manuela D'Ávila, defendeu um depósito de recursos públicos, na faixa dos R$ 15 milhões, como parte de um programa de empréstimos a pequenos empreendedores com um valor total na casa dos R$ 200 milhões

Manuela D'Ávila
Manuela D'Ávila (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A candidata do PCdoB à prefeitura de Porto Alegre, Manuela D'Ávila, afirmou nesta terça-feira (13) que pretende promover um programa de empréstimos a pequenos empreendedores com um valor total na casa dos R$ 200 milhões. De acordo com a postulante, "esses são os [empresários] que mais geram emprego e renda". A entrevista foi concedida à CNN Brasil.

Ao comentar sobre como arrecadaria dinheiro para financiar o crédito, a ex-deputada defendeu um depósito de recursos públicos, na faixa dos R$ 15 milhões. Seria um fundo garantidor para os empréstimos tomados por esses empreendedores.

De acordo com a candidata, a capital gaúcha está "abandonada" em termos de serviços públicos e criticou a "tese de déficit" do atual prefeito, Nelson Marchezan Júnior (PSDB). 

"O atual governo fez muito malabarismo contábil para justificar uma crise e defender a tese do déficit. Nós acreditamos que, com isso, o déficit real que sobrou para o povo de Porto Alegre é o déficit social, o abandono da nossa cidade", afirmou.

A candidata do PCdoB afirmou ainda que honrar os salários dos servidores públicos municipais estará "em primeiríssimo lugar" e ajudará a promover os serviços públicos. "Pagar os servidores é uma forma de honrar o trabalho dessas pessoas e movimentar a economia", disse.

De acordo com pesquisa Ibope, feita entre os dias 3 e 5 de outubro, Manuela apareceu em primeiro lugar, com 24% dos votos. Na segunda posição ficou José Fortunati, do PTB (14%), seguido por Sebastião Melo (MDB), com 11%.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247