Ministério da Saúde não renova pesquisa sobre efeitos da Covid-19 na população brasileira

Pesquisa sobre efeitos da Covid-19 na população brasileira, realizada pela, UFPel, é considerada o maior estudo brasileiro sobre prevalência do coronavírus

(Foto: REUTERS/Carl Recine)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em mais um aceno ao descaso com a ciência,  o Ministério da Saúde decidiu que não irá renovar o financiamento da Epicovid, uma pesquisa que analisa a prevalência do coronavírus na população brasileira, coordenada pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). 

Segundo reportagem publicada no portal G1, A UFPel, agora, sem financiamento, a universidade busca novas formas de financiamento para dar sequência às próximas fases do estudo e já existem negociações com instituições de pesquisa e iniciativa privada, para evitar que o estudo seja afetado.

A reportagem também diz que a terceira fase da pesquisa mostrou que, em dois meses, aumentou a prevalência do coronavírus em um grupo de cidades analisadas: de 1,9% (fase 1 da pesquisa entre 14 a 21 de maio) para 3,8% (fase 3, que ocorreu de 21 a 24 de junho). No mesmo período, o distanciamento social caiu de 23,1% para 18,9%.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247