“Ministério Público precisa ter coragem e admitir: não tenho provas”

Depois que prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro por cerca de duas horas nesta quarta-feira, 13, em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou para uma multidão que o aguardava na Praça Generoso Marques; Em discurso rápido, mas firme, Lula disse que para a militância não se preocupar com os depoimentos dele; "Eu virei a Curitiba quantas vezes forem necessárias porque a verdade vencerá a mentira", disse; Lula disse também que "não há na história da humanidade nenhum estadista que resolveu governar para os pobres e tivesse resistido à sanha da elite perversa"; "Se eles estão com medo de que eu volte a governar esse país, é bom eles terem medo mesmo", afirmou 

Depois que prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro por cerca de duas horas nesta quarta-feira, 13, em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou para uma multidão que o aguardava na Praça Generoso Marques; Em discurso rápido, mas firme, Lula disse que para a militância não se preocupar com os depoimentos dele; "Eu virei a Curitiba quantas vezes forem necessárias porque a verdade vencerá a mentira", disse; Lula disse também que "não há na história da humanidade nenhum estadista que resolveu governar para os pobres e tivesse resistido à sanha da elite perversa"; "Se eles estão com medo de que eu volte a governar esse país, é bom eles terem medo mesmo", afirmou 
Depois que prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro por cerca de duas horas nesta quarta-feira, 13, em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou para uma multidão que o aguardava na Praça Generoso Marques; Em discurso rápido, mas firme, Lula disse que para a militância não se preocupar com os depoimentos dele; "Eu virei a Curitiba quantas vezes forem necessárias porque a verdade vencerá a mentira", disse; Lula disse também que "não há na história da humanidade nenhum estadista que resolveu governar para os pobres e tivesse resistido à sanha da elite perversa"; "Se eles estão com medo de que eu volte a governar esse país, é bom eles terem medo mesmo", afirmou  (Foto: Aquiles Lins)

Paraná 247 - Depois que prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro por cerca de duas horas nesta quarta-feira, 13, em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou para uma multidão que o aguardava na Praça Generoso Marques. 

Em discurso rápido, mas firme, Lula disse que para a militância não se preocupar com os depoimentos dele. "Eu virei a Curitiba quantas vezes forem necessárias porque a verdade vencerá a mentira", disse Lula. 

"A única coisa que eu quero é que aqueles que me ataquem um dia vão para a mesma televisão que me atacam para pedir desculpas. Depois de anos gravando meus telefonemas, gravando minha mulher, Dilma e eu... até agora não encontraram nenhuma verdade nas acusações. Eu quero que o Ministério Público, que é uma instituição que eu respeito tenha a coragem de admitir: não tenho provas contra Lula, eu menti", afirmou o ex-presidente.

Lula disse também que "não há na história da humanidade nenhum estadista que resolveu governar para os pobres e tivesse resistido à sanha da elite perversa". "Se eles estão com medo de que eu volte a governar esse país, é bom eles terem medo mesmo", afirmou.  

Assista ao discurso de Lula: 

 

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247