Ministro da Justiça manda PF investigar mortes de sem-terra

O ministro da Justiça Eugênio Aragão determinou nesta sexta (8) a abertura de inquérito na Polícia Federal (PF) para investigar os fatos ocorridos no município de Quedas do Iguaçu, no sudoeste do Paraná; dois integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) morreram durante operação da Polícia Militar

O ministro da Justiça Eugênio Aragão determinou nesta sexta (8) a abertura de inquérito na Polícia Federal (PF) para investigar os fatos ocorridos no município de Quedas do Iguaçu, no sudoeste do Paraná; dois integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) morreram durante operação da Polícia Militar
O ministro da Justiça Eugênio Aragão determinou nesta sexta (8) a abertura de inquérito na Polícia Federal (PF) para investigar os fatos ocorridos no município de Quedas do Iguaçu, no sudoeste do Paraná; dois integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) morreram durante operação da Polícia Militar (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Justiça Eugênio Aragão determinou nesta sexta-feira (8) a abertura de inquérito na Polícia Federal (PF) para investigar os fatos ocorridos no município de Quedas do Iguaçu, no sudoeste do Paraná. Dois integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) morreram durante operação da Polícia Militar.

O MST afirma que as duas vítimas mortas na quinta-feira (7) foram atingidas "pelas costas". O movimento afirma ainda que os sem-terra foram vítimas de uma emboscada feita por policiais militares e por seguranças contratados pela Araupel, empresa de reflorestamento que teve a propriedade invadida em 2014.

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) diz que policiais atiraram para se defender.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247