Moro aceita denúncia e Lula vira réu na Lava Jato

Outras sete pessoas que foram denunciadas pela força-tarefa da Lava Jato, entre elas a esposa do ex-presidente, Marisa Letícia, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, também tornaram-se rés; Lula foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do apartamento no Guarujá; segundo o procurador Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa, ele era o "comandante geral" do esquema de corrupção na Petrobras investigado na Lava Jato; para a defesa, Lula sofre perseguição judicial com o objetivo de tirá-lo da disputa presidencial de 2018

Outras sete pessoas que foram denunciadas pela força-tarefa da Lava Jato, entre elas a esposa do ex-presidente, Marisa Letícia, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, também tornaram-se rés; Lula foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do apartamento no Guarujá; segundo o procurador Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa, ele era o "comandante geral" do esquema de corrupção na Petrobras investigado na Lava Jato; para a defesa, Lula sofre perseguição judicial com o objetivo de tirá-lo da disputa presidencial de 2018
Outras sete pessoas que foram denunciadas pela força-tarefa da Lava Jato, entre elas a esposa do ex-presidente, Marisa Letícia, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, também tornaram-se rés; Lula foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do apartamento no Guarujá; segundo o procurador Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa, ele era o "comandante geral" do esquema de corrupção na Petrobras investigado na Lava Jato; para a defesa, Lula sofre perseguição judicial com o objetivo de tirá-lo da disputa presidencial de 2018 (Foto: Gisele Federicce)

247 - O juiz Sérgio Moro aceitou a denúncia de corrupção e lavagem de dinheiro contra o ex-presidente Lula apresentada na semana passada pela força-tarefa da Operação Lava Jato.

Com a decisão, Lula torna-se réu no caso do apartamento no Guarujá, litoral de São Paulo, sob a acusação de ter sido beneficiado com uma reforma realizada pela empreiteira OAS, investigada na operação, no imóvel.

Com a decisão de Moro, outras sete pessoas tornaram-se rés: a esposa de Lula, Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o empresário Léo Pinheiro, o ex-diretor Paulo Gordilho, da OAS, Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Fábio Hori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira, funcionários da empreiteira.

Segundo o procurador Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa, o ex-presidente era o "comandante geral" do esquema de corrupção na Petrobras investigado na Lava Jato. Para a defesa, Lula sofre perseguição judicial com o objetivo de tirá-lo da disputa presidencial de 2018.

Confira aqui a íntegra da denúncia recebida por Moro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247