Moro defende “aplicação rigorosa da lei” contra a corrupção

Em palestra no Tribunal de Justiça do Paraná nesta quinta-feira 20, o juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, disse que Executivo e Legislativo atuam de forma tímida no combate à corrupção e têm "posicionamentos contrários"; "Nosso papel exige que tenhamos responsabilidade para as necessidades do contexto. Isso significa aplicação rigorosa da lei, em relação à criminalidade e à corrupção sistêmica", destacou

Brasília- DF- Brasil- 07/04/2015- O juiz federal Sérgio Moro participa de apresentação de um conjunto de medidas contra a impunidade e pela efetividade da Justiça, na sede Associação dos Juízes Federais do Brasil (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília- DF- Brasil- 07/04/2015- O juiz federal Sérgio Moro participa de apresentação de um conjunto de medidas contra a impunidade e pela efetividade da Justiça, na sede Associação dos Juízes Federais do Brasil (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

Paraná 247 – Durante uma palestra no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) nesta quinta-feira 20, um dia após a prisão de Eduardo Cunha, o juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, afirmou que Executivo e Legislativo atuam timidamente contra a corrupção.

Para ele, os dois poderes deveriam caminhar "no mesmo sentido", porém, o que se vê são posicionamentos contrários. Moro citou projetos de lei que estão no Congresso, como o que visa restringir a delação premiada e modificar o texto da lei de crime de abuso de autoridade.

"Tem um teor extremamente preocupante, principalmente, no que se refere a um magistrado vir a ser processado criminalmente por conta da sua liberdade de interpretação da lei", comentou, sobre esse último.

"Nosso papel exige que tenhamos responsabilidade para as necessidades do contexto. Isso significa aplicação rigorosa da lei, em relação à criminalidade e à corrupção sistêmica", ressaltou.

O juiz comentou ainda que o que mais lhe chamou a atenção nesses anos de investigação da Lava Jato foi "essa naturalização do pagamento de propina".

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247