Moro diz ter sido alvo de 'ataques sujos' por conta da Lava Jato

Juiz federal Sérgio Moro disse ter sido alvo de "ataques sujos" durante a condução dos casos da operação e atribui isto ao fato de a Lava Jato envolver pessoas ligadas à política; "Um lado negativo que eu realmente não esperava foram alguns ataques sujos, por conta desses casos envolverem pessoas da política", afirmou; Moro classificou de "diversionismo" os ataques de que é alvo e afirmou que não altera a sua conduta por causa das críticas que recebe; ele também não comentou se o ex-presidente Lula será preso, limitando-se a afirmar que o caso em que condenou Lula tramita agora na segunda instância

Juiz Sérgio Moro, durante evento em São Paulo 24/10/2017 REUTERS/Paulo Whitaker
Juiz Sérgio Moro, durante evento em São Paulo 24/10/2017 REUTERS/Paulo Whitaker (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação Lava Jato na primeira instância, disse nesta segunda-feira ter sido alvo de "ataques sujos" durante a condução dos casos da operação e atribui isto ao fato de a Lava Jato envolver pessoas ligadas à política.

"Um lado negativo que eu realmente não esperava foram alguns ataques sujos, por conta desses casos envolverem pessoas da política", disse Moro durante evento promovido pela revista Veja em São Paulo.

Moro classificou de "diversionismo" os ataques de que é alvo e afirmou que não altera a sua conduta por causa das críticas que recebe.

O magistrado se esquivou de comentar sobre se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será preso, limitando-se a afirmar que o caso em que condenou Lula tramita agora na segunda instância, junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre.

Moro defendeu a necessidade de reformas estruturais para ajudar a combater a corrupção, mas apontou uma falta de disposição da classe política em realizar essas mudanças.

Reportagem de Eduardo Simões

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247