Moro e Karnal vão dar aula na mesma faculdade

Historiador Leandro Karnal e o juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, serão colegas de trabalho; o primeiro dará aula de Cultura Financeira e o segundo será professor de Direito e Crimes Financeiros no curso de pós-graduação em Finanças, Investimentos e Banking da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS); anúncio foi feito no site da instituição; na sexta-feira, Karnal surpreendeu seus seguidores ao postar uma foto em um jantar ao lado de Moro, a quem chamou de “amigo”

Historiador Leandro Karnal e o juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, serão colegas de trabalho; o primeiro dará aula de Cultura Financeira e o segundo será professor de Direito e Crimes Financeiros no curso de pós-graduação em Finanças, Investimentos e Banking da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS); anúncio foi feito no site da instituição; na sexta-feira, Karnal surpreendeu seus seguidores ao postar uma foto em um jantar ao lado de Moro, a quem chamou de “amigo”
Historiador Leandro Karnal e o juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, serão colegas de trabalho; o primeiro dará aula de Cultura Financeira e o segundo será professor de Direito e Crimes Financeiros no curso de pós-graduação em Finanças, Investimentos e Banking da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS); anúncio foi feito no site da instituição; na sexta-feira, Karnal surpreendeu seus seguidores ao postar uma foto em um jantar ao lado de Moro, a quem chamou de “amigo” (Foto: José Barbacena)

Revista Fórum - O historiador Leandro Karnal e o juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, serão colegas de trabalho. O primeiro dará aula de Cultura Financeira e o segundo será professor de Direito e Crimes Financeiros no curso de pós-graduação em Finanças, Investimentos e Banking da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). O anúncio foi feito no site da instituição.

Ontem (10), Karnal surpreendeu seus seguidores ao postar uma foto em um jantar ao lado de Moro, a quem chamou de “amigo”. A publicação recebeu uma série de críticas, uma vez que o magistrado é constantemente acusado de ser parcial em suas investigações e blindar membros do PSDB suspeitos de corrupção. Muitos internautas, inclusive, optaram por deixar de curtir a página do historiador.

Conheça a TV 247

Mais de Sul

Ao vivo na TV 247 Youtube 247