Moro homologa delação de lobista supostamente ligado ao PT

Juiz federal do Paraná Sérgio Moro homologou o conteúdo do depoimento a delação premiada feita pelo empresário Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura; Hourneaux, que é apontado como sendo lobista ligado ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e ao PT, disse em seu depoimento à justiça que o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque estava incluso na cota do PT em relação ao esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato

Brasília- DF- Brasil- 07/04/2015- O juiz federal Sérgio Moro participa de apresentação de um conjunto de medidas contra a impunidade e pela efetividade da Justiça, na sede Associação dos Juízes Federais do Brasil (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília- DF- Brasil- 07/04/2015- O juiz federal Sérgio Moro participa de apresentação de um conjunto de medidas contra a impunidade e pela efetividade da Justiça, na sede Associação dos Juízes Federais do Brasil (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O juiz federal do Paraná Sérgio Moro homologou o conteúdo do depoimento a delação premiada feita pelo empresário Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura, que é apontado como sendo lobista ligado ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e ao PT. Em seu depoimento, Hourneaux afirmou que o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque estava incluso na cota do PT em relação ao esquema de corrupção na estatal investigado pela Operação Lava Jato.

Hourneaux foi preso, juntamente com Dirceu, no dia 3 de agosto, durante a 17ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Pixuleco. Já Renato Duque foi preso no desdobramento da Lava Jato batizada de Que País é Esse". Segundo o depoimento, Duque teria sido apresentado por Hourneaux a Silvio Pereira, que teria sido indicado por Dirceu para ocupar cargos no primeiro escalão do governo em 2003.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247