Moro: Lava Jato não é seriado, não tem que ter capítulo toda semana

O juiz federal Sergio Moro, que participou na noite desta terça (26) do jantar de gala em Nova York, promovido todos os anos pela revista americana "Time" para homenagear as 100 pessoas mais influentes do mundo, de acordo com a publicação, afirmou que a "Operação Lava Jato não é seriado de TV, que tem que ter capítulo toda semana", ao ser questionado sobre se as investigações estavam paralisadas nas últimas semanas

O juiz federal Sergio Moro, que participou na noite desta terça (26) do jantar de gala em Nova York, promovido todos os anos pela revista americana "Time" para homenagear as 100 pessoas mais influentes do mundo, de acordo com a publicação, afirmou que a "Operação Lava Jato não é seriado de TV, que tem que ter capítulo toda semana", ao ser questionado sobre se as investigações estavam paralisadas nas últimas semanas
O juiz federal Sergio Moro, que participou na noite desta terça (26) do jantar de gala em Nova York, promovido todos os anos pela revista americana "Time" para homenagear as 100 pessoas mais influentes do mundo, de acordo com a publicação, afirmou que a "Operação Lava Jato não é seriado de TV, que tem que ter capítulo toda semana", ao ser questionado sobre se as investigações estavam paralisadas nas últimas semanas (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O juiz federal Sergio Moro, que participou na noite desta terça-feira (26) do jantar de gala em Nova York, promovido todos os anos pela revista americana "Time" para homenagear as 100 pessoas mais influentes do mundo, de acordo com a publicação, afirmou que a "Operação Lava Jato não é seriado de TV, que tem que ter capítulo toda semana", ao ser questionado sobre se as investigações estavam paralisadas nas últimas semanas.

Ele se disse honrado por estar na lista dos mais influentes. "Essa seleção honra muito a instituição, o trabalho institucional, isso eu tenho sempre dito, e acho que é o reconhecimento também que o Brasil toma passos importantes na prevenção e no combate à corrupção. Essa perspectiva eu acho muito positiva", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247