Moro mantém sigilo sobre grampos envolvendo Lula

Gravações trazem conversas do ex-presidente com a presidente Dilma Rousseff e ainda outras autoridades, como Jaques Wagner e o prefeito do Rio, Eduardo Paes; Moro havia divulgado os áudios, mas depois que o caso foi para o STF, o ministro Teori Zavascki os invalidou e questionou o juiz de primeira instância as motivações para a divulgação

Gravações trazem conversas do ex-presidente com a presidente Dilma Rousseff e ainda outras autoridades, como Jaques Wagner e o prefeito do Rio, Eduardo Paes; Moro havia divulgado os áudios, mas depois que o caso foi para o STF, o ministro Teori Zavascki os invalidou e questionou o juiz de primeira instância as motivações para a divulgação
Gravações trazem conversas do ex-presidente com a presidente Dilma Rousseff e ainda outras autoridades, como Jaques Wagner e o prefeito do Rio, Eduardo Paes; Moro havia divulgado os áudios, mas depois que o caso foi para o STF, o ministro Teori Zavascki os invalidou e questionou o juiz de primeira instância as motivações para a divulgação (Foto: Gisele Federicce)

247 – O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, decidiu manter o sigilo sobre os áudios envolvendo o ex-presidente Lula.

O petista é alvo de investigação por suposta ocultação de patrimônio nos casos do sítio em Atibaia (SP) e do apartamento no Guarujá (SP).

As gravações envolvendo Lula trazem conversas do ex-presidente com a presidente Dilma Rousseff e ainda outras autoridades, como Jaques Wagner e o prefeito do Rio, Eduardo Paes.

Moro já havia divulgado os áudios, mas depois que o caso foi para o Supremo Tribunal Federal, uma vez que envolviam a presidente da República, o ministro Teori Zavascki os invalidou e questionou o juiz sobre as motivações para a divulgação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247