Moro remarca audiências do sítio de Atibaia

O juiz federal Sergio Moro mandou a Secretaria da 13ª Vara Federal do Paraná reagendar depoimentos de testemunhas de defesa do ex-presidente Lula  marcados para os dias 22 e 27 de abril; neste dois dias de abril a seleção brasileira vai enfrentar a Costa Rica, em São Petersburgo, e a Sérvia, em Moscou

Curitiba- PR- Brasil- 24/10/2016- O o juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, durante sessão especial na Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP). Foto: Pedro de Oliveira/ ALEP
Curitiba- PR- Brasil- 24/10/2016- O o juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, durante sessão especial na Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP). Foto: Pedro de Oliveira/ ALEP (Foto: Leonardo Lucena)

Paraná 247 - O juiz federal Sergio Moro, responsável pelo julgamento dos processos da Operação Lava Jato em primeira instância jurídica, mandou a Secretaria da 13ª Vara Federal do Paraná reagendar depoimentos de testemunhas de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva marcados para os dias 22 e 27 de abril, segundo o blog do Fausto Macedo. Ainda não há uma data definida.

Neste dois dias de abril a seleção brasileira vai enfrentar a Costa Rica, em São Petersburgo, e a Sérvia, em Moscou.

No dia 22, prestariam depoimentos testemunhas do ex-presidente, de seu ex-assessor Rogério Aurélio Pimentel, seu advogado, Roberto Teixeira, e do ex-executivo OAS Paulo Gordilho prestariam depoimentos. No dia 27, também seriam ouvidas testemunhas arroladas por Lula, Fernando Bittar – um dos proprietários do imóvel, e do pecuarista José Carlos Bumlai.

De acordo com as acusações, Odebrecht, OAS e Schahin, por meio do pecuarista José Carlos Bumlai, gastaram R$ 1,02 milhão em obras no sítio em troca de contratos com a Petrobrás.

A defesa do ex-presidente havia dito, no mês passado, que "não existe qualquer elemento mínimo que permita cogitar que Lula praticou qualquer dos crimes indicados". Os advogados negam que o sítio seja do petista.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247