MPF: depoimento de lobista que isentou Dirceu não foi gravado

Ao juiz Sérgio Moro, procuradores da Lava Jato afirmaram que "não foram gravados" alguns trechos dos depoimentos prestados pelo lobista e delator Fernando Moura; Moura afirmou ao magistrado que havia trechos de sua delação que ele não havia dito no momento em que prestou os depoimentos de sua delação premiada; entre os pontos, um que isenta o ex-ministro José Dirceu; "Consultado, o MPF presente afirmou que, relativamente a esses depoimentos, não houve a gravação de áudio e vídeo. Em vista do informado, fica o pedido prejudicado", despachou Moro

Ao juiz Sérgio Moro, procuradores da Lava Jato afirmaram que "não foram gravados" alguns trechos dos depoimentos prestados pelo lobista e delator Fernando Moura; Moura afirmou ao magistrado que havia trechos de sua delação que ele não havia dito no momento em que prestou os depoimentos de sua delação premiada; entre os pontos, um que isenta o ex-ministro José Dirceu; "Consultado, o MPF presente afirmou que, relativamente a esses depoimentos, não houve a gravação de áudio e vídeo. Em vista do informado, fica o pedido prejudicado", despachou Moro
Ao juiz Sérgio Moro, procuradores da Lava Jato afirmaram que "não foram gravados" alguns trechos dos depoimentos prestados pelo lobista e delator Fernando Moura; Moura afirmou ao magistrado que havia trechos de sua delação que ele não havia dito no momento em que prestou os depoimentos de sua delação premiada; entre os pontos, um que isenta o ex-ministro José Dirceu; "Consultado, o MPF presente afirmou que, relativamente a esses depoimentos, não houve a gravação de áudio e vídeo. Em vista do informado, fica o pedido prejudicado", despachou Moro (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - Em audiência com o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Lava Jato, nessa segunda-feira, 25, o Ministério Público Federal afirmou que "não foram gravados" alguns trechos dos depoimentos prestados pelo lobista e delator Fernando Moura.  

O pedido para ter acesso a áudios e vídeos referentes aos termos de delação premiada de Fernando Moura foi feito pela defesa do ex-ministro José Dirceu. "Consultado, o MPF presente afirmou que, relativamente a esses depoimentos, não houve a gravação de áudio e vídeo. Em vista do informado, fica o pedido prejudicado", despachou Mouro.

Em depoimento ao juiz Sergio Moro, na última sexta (22), ele recuou e ainda isentou o Dirceu e empresários beneficiados pela indicação de Renato Duque para o cargo na Petrobras.

"Depois que assinei [o termo do depoimento] que fui ver [o que estava escrito], diz que o Zé Dirceu me orientou a isso. Não foi esse o caso", recuou.

A versão é bem diferente da apresentada no momento da negociação do acordo de delação: "Depois da divulgação de reportagens que envolviam o meu nome ao escândalo do mensalão, recebi a 'dica' de José Dirceu para sair do país e, no começo de 2005, fui para Paris, onde fiquei de março a junho, ficando até o Natal em Miami".

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247