No Paraná, PPS pressiona por candidatura de Bueno

O deputado federal Rubens Bueno, presidente estadual do PPS e do partido na Câmara, está sendo pressionado pelas lideranças do partido para disputar o governo do Paraná; o nome do parlamentar é o mais robusto dentro do partido do "voto limpo"; o primeiro a levantar a bandeira da candidatura própria foi o deputado estadual de Londrina, Tercilio Turini; segundo ele, o PPS tem condições de viabilizar um nome e apresentar propostas

O deputado federal Rubens Bueno, presidente estadual do PPS e do partido na Câmara, está sendo pressionado pelas lideranças do partido para disputar o governo do Paraná; o nome do parlamentar é o mais robusto dentro do partido do "voto limpo"; o primeiro a levantar a bandeira da candidatura própria foi o deputado estadual de Londrina, Tercilio Turini; segundo ele, o PPS tem condições de viabilizar um nome e apresentar propostas
O deputado federal Rubens Bueno, presidente estadual do PPS e do partido na Câmara, está sendo pressionado pelas lideranças do partido para disputar o governo do Paraná; o nome do parlamentar é o mais robusto dentro do partido do "voto limpo"; o primeiro a levantar a bandeira da candidatura própria foi o deputado estadual de Londrina, Tercilio Turini; segundo ele, o PPS tem condições de viabilizar um nome e apresentar propostas (Foto: Leonardo Lucena)

Blog do Esmael - O deputado federal Rubens Bueno, presidente estadual do PPS e do partido na Câmara, está sendo pressionado pelas lideranças do partido para disputar o governo do Paraná. O nome do parlamentar é o mais robusto dentro do partido do "voto limpo".
O primeiro a levantar a bandeira da candidatura própria foi o deputado estadual de Londrina, Tercilio Turini. Segundo ele, o PPS tem condições de viabilizar um nome e apresentar propostas.

Na prática, o governador Beto Richa (PSDB) perde um importante aliado na luta pela reeleição. Bueno concorreu ao Palácio Iguaçu em 2006, ficando em 4º lugar, quando obteve pouco mais de 8% dos votos válidos.

"Como está chegando o momento das definições, o PPS tem a obrigação de entrar no debate e até avaliar a possibilidade de lançar uma chapa majoritária, de se apresentar como alternativa aos atuais pré-candidatos".

Além de Turini, o segmento jovem do partido, composto pela JPS (Juventude Popular Socialista) aprovou no último encontro, da semana passada, o apoio à candidatura própria.

"Decidimos pelo nome de Rubens Bueno. É nossa posição. Já no ano passado optamos pelo nome de Soninha a presidente, mas democraticamente o diretório nacional escolheu a aliança com Eduardo Campos. Respeitamos a decisão e acatamos. Acreditamos que o partido tem que oferecer outro caminho para o Paraná", disse Miguel Donha Júnior, que coordena a JPS do Paraná.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247