Nos EUA, Moro se cala sobre ocupação do triplex

Autor da sentença que atribuiu, sem provas, a propriedade do triplex do Guarujá ao ex-presidente Lula, Sérgio Moro evitou comentar a ocupação do imóvel feita pelo MTST e pela frente Povo Sem Medo nesta segunda-feira, 16; durante participação em um painel sobre crimes de colarinho branco na Universidade de Harvard, nos EUA. Moro disse que poderá ter que se posicionar sobre o episódio nos autos no futuro

Autor da sentença que atribuiu, sem provas, a propriedade do triplex do Guarujá ao ex-presidente Lula, Sérgio Moro evitou comentar a ocupação do imóvel feita pelo MTST e pela frente Povo Sem Medo nesta segunda-feira, 16; durante participação em um painel sobre crimes de colarinho branco na Universidade de Harvard, nos EUA. Moro disse que poderá ter que se posicionar sobre o episódio nos autos no futuro
Autor da sentença que atribuiu, sem provas, a propriedade do triplex do Guarujá ao ex-presidente Lula, Sérgio Moro evitou comentar a ocupação do imóvel feita pelo MTST e pela frente Povo Sem Medo nesta segunda-feira, 16; durante participação em um painel sobre crimes de colarinho branco na Universidade de Harvard, nos EUA. Moro disse que poderá ter que se posicionar sobre o episódio nos autos no futuro (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - Autor da sentença que atribuiu, sem provas, a propriedade do triplex do Guarujá ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Sérgio Moro evitou comentar a ocupação do imóvel feita pelo MTST e pela frente Povo Sem Medo nesta segunda-feira, 16 (leia mais). 

Durante participação em um painel sobre crimes de colarinho branco na Universidade de Harvard, nos EUA. Moro disse que poderá ter que se posicionar sobre o episódio nos autos no futuro.

No vento nos EUA, Sergio Moro afirmou que a democracia brasileira não está em risco. "Vou ser claro: a democracia não está em risco no Brasil. Absolutamente não. O que está acontecendo é a luta pelo Estado de Direito", declarou. "Eu acho que é exatamente o oposto. Ao final, nós teremos uma democracia mais forte, e uma economia ainda mais forte."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247