Oposição barra no STF doação de R$ 100 bi às teles

Segundo o advogado Samuel Gomes, da liderança da minoria no Senado, o ministro Alexandre Moraes concedeu mandado de segurança contra o PLC 79/2016, referente ao benefício de R$ 100 bilhões em patrimônio público às teles, impetrado pelos senadores da bancada de oposição ao governo Temer; decisão determina que o presidente do Senado coloque a matéria em apreciação do plenário; manobra para transformar as concessões de telefonia fixa em serviços privados sem precisar da aprovação do Congresso foi denunciada no ano passado pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR) 

Senador Roberto Requião (PMDB-PR) propõe debate sobre reforma agrária e remessas de lucros
Senador Roberto Requião (PMDB-PR) propõe debate sobre reforma agrária e remessas de lucros (Foto: Charles Nisz)

Blog do Esmael Morais - O que a Lava Jato “recuperou” — ou que diz ter sido desviado da Petrobras — é café pequeno perto da doação de R$ 100 bilhões, em patrimônio público, que Supremo barrou graças a ação de senadores nacionalistas.

Em dezembro de 2016, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) denunciou a maracutaia de Michel Temer que transformava as concessões de telefonia fixa em serviço privado, sem votação do plenário.

De acordo com o advogado Samuel Gomes, da liderança da minoria no Senado, o ministro Alexandre Moraes concedeu mandado de segurança contra o PLC 79/2016 impetrado pelos senadores da bancada de oposição ao governo Michel Temer (PMDB).

A decisão do STF determina que o presidente do Senado siga os ritos e coloque a matéria em apreciação do plenário, se realmente os brasileiros desejam doar R$ 100 bilhões de seu patrimônio às “coitadinhas” das teles.

Leia a íntegra da decisão do ministro Alexandre Moraes

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247