Para Moro, primeiro lugar em lista tríplice reflete apoio à Lava Jato

Nome do juiz Sérgio Moro foi o mais votado na eleição interna da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), que indicou a Michel Temer uma lista com três sugestões de magistrados para ocupar a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal; "Reflete o apoio dos magistrados federais aos trabalhos na Operação Lava Jato, o que é importante para se possa prosseguir", opinou Moro, que recebeu 319 votos

Nome do juiz Sérgio Moro foi o mais votado na eleição interna da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), que indicou a Michel Temer uma lista com três sugestões de magistrados para ocupar a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal; "Reflete o apoio dos magistrados federais aos trabalhos na Operação Lava Jato, o que é importante para se possa prosseguir", opinou Moro, que recebeu 319 votos
Nome do juiz Sérgio Moro foi o mais votado na eleição interna da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), que indicou a Michel Temer uma lista com três sugestões de magistrados para ocupar a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal; "Reflete o apoio dos magistrados federais aos trabalhos na Operação Lava Jato, o que é importante para se possa prosseguir", opinou Moro, que recebeu 319 votos (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paraná 247 - Na avaliação do juiz Sérgio Moro, que comanda os processos da Operação Lava Jato em primeira instância, a votação em peso em seu nome para ocupar a vaga deixada por Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal, por parte dos juízes federais, reflete o apoio que esses profissionais têm pela investigação.

O nome de Moro foi o mais votado na eleição interna da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), que indicou a Michel Temer uma lista com três sugestões de magistrados para ocupar a vaga de Teori, morto no dia 19 de janeiro em um acidente aéreo. "Reflete o apoio dos magistrados federais aos trabalhos na Operação Lava Jato, o que é importante para se possa prosseguir", opinou Moro, que recebeu 319 votos.

O segundo indicado, Reynaldo Soares da Fonseca, recebeu um voto a menos do que Moro e o terceiro nome, do desembargador do TRF de São Paulo Fausto De Santos, recebeu 165 votos. Temer não é obrigado a acatar as indicações.

“Foi uma grande honra figurar na lista tríplice ao lado de tão ilustres magistrados federais, como o ministro Reynaldo Fonseca e o desembargador Fausto de Sanctis, além de todos os demais previamente selecionados. Mais relevante, reflete o apoio dos magistrados federais aos trabalhos na Operação Lava Jato, o que é importante para que se possa prosseguir", declarou Moro.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247