Para PHA, Moro já age como canditdato

O jornalista Paulo Henrique Amorim avalia que as movimentações do juiz Sérgio Moro têm a intenção de colocá-lo como pretenso candidato a presidente do país; ele sugere que o magistrado tem "a ambição de capturar o que Joaquim Barbosa dilapidou – transformar a notoriedade como carrasco do PT em plataforma eleitoral"; "Para o Dr Moro, o candidato, a Lava Jato já lhe deu o que queria", frisa PHA, destacando que Moro buscará aparições em eventos e na mídia para tentar se credenciar para a futura eleição

O jornalista Paulo Henrique Amorim avalia que as movimentações do juiz Sérgio Moro têm a intenção de colocá-lo como pretenso candidato a presidente do país; ele sugere que o magistrado tem "a ambição de capturar o que Joaquim Barbosa dilapidou – transformar a notoriedade como carrasco do PT em plataforma eleitoral"; "Para o Dr Moro, o candidato, a Lava Jato já lhe deu o que queria", frisa PHA, destacando que Moro buscará aparições em eventos e na mídia para tentar se credenciar para a futura eleição
O jornalista Paulo Henrique Amorim avalia que as movimentações do juiz Sérgio Moro têm a intenção de colocá-lo como pretenso candidato a presidente do país; ele sugere que o magistrado tem "a ambição de capturar o que Joaquim Barbosa dilapidou – transformar a notoriedade como carrasco do PT em plataforma eleitoral"; "Para o Dr Moro, o candidato, a Lava Jato já lhe deu o que queria", frisa PHA, destacando que Moro buscará aparições em eventos e na mídia para tentar se credenciar para a futura eleição (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Paulo Henrique Amorim avalia que as movimentações do juiz Sérgio Moro têm a intenção de colocá-lo como pretenso candidato a presidente do país. Ele sugere que o magistrado tem "a ambição de capturar o que Joaquim Barbosa dilapidou – transformar a notoriedade como carrasco do PT em plataforma eleitoral".

"Para o Dr Moro, o candidato, a Lava Jato já lhe deu o que queria. Os efeitos deletérios da Lava Jato foram frustrados, como se vê nos acordos de leniência, e na bofetada que a Presidenta lhe aplicou, hoje, em Ipojuca. Se ele pretendia quebrar a Petrobras, a indústria naval e as empreiteiras… coitado … vai morrer querendo", afirma.

Leia o texto na íntegra aqui.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247