Pimenta: demissão de Weintraub tenta desviar foco da prisão de Queiroz

"É tática antiga e manjada. Criar um fato novo para dividir as manchetes e a atenção dos noticiários vespertinos e da noite, os de maior audiência", comentou o deputado Paulo Pimenta sobre a demissão do ministro da Educação

(Foto: Agência Câmara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) comentou a demissão de Abraham Weintraub do Minsitério da Educação, anunciada na tarde desta quinta-feira, 18. 

Para o parlamentar petista, o anúncio, feito por Weintraub ao lado de Jair Bolsonaro, para tentar desviar a atenção da prisão do ex-assessor do clã Bolsonaro Fabricio Queiroz, preso nesta quinta numa casa do advogado do clã, Frederick Wassef. 

"Na minha leitura a demissão, hoje, do Ministro da Educação tem como objetivo desviar a centralidade da mídia da prisão do Queiroz. É tática antiga e manjada. Criar um fato novo para dividir as manchetes e a atenção dos noticiários vespertinos e da noite, os de maior audiência", disse Pimenta pelo Twitter

Inscreva-se na TV 247 e assista ao boletim com a jornalista Gisele Federicce sobre a demissão de Abraham Weintraub:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247